Grupo Vieira da Cunha

Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 17 / Max 26 +mais
Notícias > Cidade > DIA INTERNACIONAL DA MULHER 08/03/2017 - 21h18 por ONEIDE TEIXEIRA

Mulheres tomaram as ruas em homenagem ao seu dia

Passeata percorreu o centro da cidade e se encerrou com serenata na Casa de Cultura

Fotos - Clique na imagem para abrir a galeria
15 imagens Amigas voluntárias que fizeram apresentação no Asilo também se uniram ao grupo para lembrar que Amigas voluntárias que fizeram apresentação no Asilo também se uniram ao grupo para lembrar que

O Dia Internacional da Mulher foi marcado por uma passeata e serenata no final da tarde desta quarta-feira em Cachoeira do Sul. Um grupo de aproximadamente 200 mulheres e também alguns homens desceu a Rua Julio de Castilhos a partir da Praça Borges de Medeiros até a Rua 7 de Setembro.

O trânsito foi interrompido momentaneamente em alguns trechos para garantir a segurança das manifestantes. Parte do grupo fez a caminhada silenciosa, capitaneada pela Liga Feminina de Combate ao Câncer (LFCC).

Logo atrás vieram representantes de sindicatos, professoras e juventude gritando palavras de ordem como “Mulheres unidas jamais serão vencidas” e “Fora Temer”.

Publicidade




A passeata se encerrou em frente à Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha, onde as mulheres foram recepcionadas pela serenata do Quarteto de Saxofones, liderado pelo professor de música Dilber Alonso. Ele escolheu um repertório de composições eruditas e populares brasileiras para homenagear o público feminino.

Segundo a assessora parlamentar Beth Biscaglia, também participaram da passeata representantes da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Uergs, Oase, Fetag, Siprom, Cpers, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Coordenadoria Municipal da Juventude e Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial (Compppir).

PARA SABER MAIS

O Mês da Mulher é uma promoção da Câmara de Vereadores. Sob o comando da vereadora Telda Assis (PT), a programação foi planejada por representantes de 24 entidades. O encerramento acontecerá dia 31 deste mês com show da banda De Bitols na Praça José Bonifácio.

ATENÇÃO

A programação do Mês da Mulher

NESTA QUINTA

* Exposição de fotos de professores na 24ª Coordenadoria Regional de Educação. Abertura às 9h

DIA 10
* Apresentações artísticas na Feira Livre Municipal, a partir das 7h
* Feira de produtos coloniais, artesanato e almoço na Casa das Trabalhadoras Rurais (junto à Praça Borges de Medeiros)

DIA 11
* Roda de conversa entre mulheres, às 16h, na Praça Acido Witeck, no Bairro Tupinambá

DIA 12
* Mercado de Pulgas, na Praça Balthazar de Bem, das 9h às 18h

DIA 14
* Roda de conversa entre mulheres rurais, na Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha, às 10h
* Exibição gratuita do filme “As sufragistas” no Cine Via Sete, às 19h

DIA 15
* Painel “Mulheres de ontem, hoje e sempre”, na Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha, às 10h

DIA 17
* Show “Música e arte pela vida”, às 20h, no Colégio Totem

DIA 18
* Roda de conversa entre mulheres, no campo de futebol do Bairro Virgilino Jayme Zinn, às 16h

DIA 19
* Festival da Economia Solidária, com mostra de artesanato, distribuição de mudas de árvores e apresentações artísticas, das 9h às 17h, na Feira Livre Municipal

DIA 21
* Roda de conversa entre mulheres negras, às 19h, na Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha

DIA 22
* Palestra sobre empreendedorismo com a empresária Danúbia Cremonese, sócia da Doce Deleite, às 18h, no Colégio Totem

DIA 23
* Show de música “Eles cantam para elas”, às 19h, na Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha

DIA 24
* Sarau de poesias em homenagem à professora Ely Marciniak, às 19, na Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha

DIA 25
* Roda de conversa entre mulheres no Salão Zumbi dos Palmares, no Beco dos Trilhos, às 16h

DIA 28
* Painel sobre a Lei Maria da Penha e mulher na política, com a presidenta nacional da Ação da Mulher Trabalhista, Miguelina Vechio, e com a deputada estadual Stela Farias

DIA 29
* Apresentação do instrumental do grupo Maturidade Ativa, às 17h, no Viveiro Cultural

DIA 30
* Bate-papo entre jovens na Estação Juventude, junto à Feira Livre Municipal, às 18h
* Sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, às 20h, na Câmara Municipal

* Abertura da exposição de fotos “Mulheres na luta”, do fotógrafo Flávio Dal Forno, às 20h, na Câmara de Vereadores

DIA 31
* Show da banda De Bitols, às 19h, na Praça José Bonifácio
 

Veja um trecho da passeata das mulheres em Cachoeira do Sul Veja um trecho da passeata das mulheres em Cachoeira do Sul

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (1)

  • Rosalvo Lourenço
    Rosalvo Lourenço (Brasília) em 09/03/17 11:37
    CONTRADIÇÕES

    Escrever o comentário abaixo, mas uma foto chamou a minha atenção. Duas senhoras com uma faixa com dizeres de "fora Temer" e contra o projeto de aposentadoria aos 65 anos para homens e mulheres.

    Sinceramente. Que tipo de igualdade as mulheres querem? Os movimentos espalham a falácia que a mulher recebe menos pelas mesmas funções, o que é uma mentira. Contudo, querem se aposentar antes dos homens. No Exército, basta apresentar o atestado de gravidez que as mesmas estão, automaticamente, fora da escala de serviço.

    Não estou apoiando ou criticando tais medidas, apenas expondo os dados para reflexão. Por um simples motivo. Pelas condições orgânicas, sempre existiu ao longo da história uma proteção maior ao sexo feminino. Tudo muito natural. Tudo lógico. E, tal proteção, hoje, em muitos casos, movimentos feministas consideram a expressão de machismo endêmico.

    Todavia, quando se fala na questão do aborto, os abortistas de plantão apelam para a liberdade sobre a disposição do corpo da mulher esquecendo-se que existe um LIMITE LÓGICO imposto no qual assevera a proteção do outro ser humano que ela está gerando.

    Ou seja, de um lado querem a intervenção da sociedade em muitos casos, em outros querem a suposta liberdade para matar indistintamente sem a intervenção das leis .

    Hipocrisia.

JP no Facebook