Grupo Vieira da Cunha
Trovoadas esparsas

Tempo hoje

Min 20 / Max 29 +mais
Notícias > Rural > Genética de ponta 11/03/2018 - 18h22 por ROBSON NEVES

Touro braford campeão do mundo está em Cachoeira do Sul

Punto Final está a central de coleta Crio, do veterinário Dimas Rocha

Punto Final: melhor braford do mundo Punto Final: melhor braford do mundo

Pasta em um piquete da Crio Central Genética Bovina, de Cachoeira do Sul, o reprodutor Punto Final, escolhido o melhor touro braford do mundo, título conquistado na noite de sexta-feira, durante o 7º Congresso Mundial Braford, no Texas, nos Estados Unidos.

Ele pertence ao pecuarista Pedro Obino, da Cabanha Santa Helena, de Bagé. Punto Final está na Crio para a coleta de sêmen desde setembro do ano passado, quando foi o grande campeão da Expointer, em Esteio. Além disso, recentemente o reprodutor foi o campeão Sul-Americano da raça.

Os dois títulos credenciaram Punto Final a disputar o prêmio conferido pela United Braford Breeder, entidade internacional que promove todos os anos uma competição para eleger o melhor touro de cada continente, para, na sequência, eleger o campeão mundial.

Publicidade




Punto Final, que aos três anos atingiu o peso de 1.058 quilos, disputou a votação com um animal dos Estados Unidos e outro da Austrália. O Julgamento foi feito por quatro jurados: Hector Bonomi (Uruguai), Rach Wheller (Austrália), Jason Cleere (Estados Unidos) e Franco Koch (África do Sul). A avaliação dos finalistas foi feita através de fotos e vídeos para apontar o campeão.

Doutor em reprodução animal pela UFRGS, o veterinário Dimas Rocha, enfatiza que o Brasil, por possui o maior rebanho bovino comercial do mundo, é visto por muitos analistas como o mercado consumidor de genética com maior potencial.

“Assim sendo, todos os países do mundo querem nos vender muita genética boa e outras nem tanto. Esta conquista vem reforçar os projetos de produção de genética nacional, gerando mais riquezas dentro da cadeia da pecuária. Nossa produção passa a ser opção de compra pelo mercado interno e externo”, destaca Dimas, proprietário da Crio, central que atua desde fevereiro do ano passado, no Capané.
 

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook