Grupo Vieira da Cunha

Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 18 / Max 30 +mais
Edição Impressa
Notícias > Economia > 63 MILHÕES EM VENDAS PARA FORA DO PAÍS 12/01/2018 - 16h00 por Patrícia Loss

Exportação em Cachoeira sofreu outra queda brusca

Cidade perdeu 34 posições no ranking gaúcho de comercialização de produtos para o exterior

Granol: indústria de biodiesel lidera as exportações no município Granol: indústria de biodiesel lidera as exportações no município

Na contramão do Rio Grande do Sul e do Brasil - que seguem aumentando seus valores médios de exportações, o total de produtos que Cachoeira do Sul vendeu para outros países em 2017 sofreu sua segunda queda brusca consecutiva, desta vez de 67,48%.

Com a baixa, o montante passou de 58.230.750 dólares (hoje em torno de R$ 193 milhões) para 18.935.070 dólares(aproximadamente R$ 63 milhões) de 2016 para 2017. Já em 2015 Cachoeira bateu seu recorde em exportações ao atingir 136.850.388 dólares (cerca de R$ 452 milhões). 

Devido à queda, a cidade perdeu 34 posições no ranking gaúcho de comercialização de produtos para o exterior, passando do 38º para o 72º lugar de 2016 para 2017 entre os 272 municípios que venderam para outros países.

Publicidade




Os dados são de estudo feito pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic) e mostram também uma baixa no volume de importações por empresas cachoeirenses.

O total de produtos comprados de outros países caiu de 2.726.557,00 dólares para 1.733.677 dólares de 2016 para 2017.

Conforme o estudo, no Rio Grande do Sul as exportações cresceram 7,29% no último ano, chegando a 17.787.568.315 dólares, enquanto no país o volume aumentou 17,55% e fechou o 2017 em 217.739.177.077 dólares.

O secretário municipal de Indústria e Comércio, Ronaldo Tonet, destaca que como a maioria absoluta das exportações de Cachoeira do Sul é feita pela indústria de biodiesel Granol, tal empresa deve ter optado novamente pelo mercado local em 2017, o que já ocorreu em 2016.

"Certamente os negócios feitos no Brasil estavam mais vantajosos", ressalta. A Granol é a responsável por quase 90% das vendas de Cachoeira para o exterior.

“Não é demérito vender para dentro do país. Cada empresa faz suas vendas conforme melhor lhe convém”, acrescenta o secretário.

BALANÇA COMERCIAL
A diferença entre o total de exportações e importações em Cachoeira do Sul no ano passado foi de 17.201.393 dólares, balança comercial considerada favorável, o que acontece sempre quando o volume de vendas é superior ao de compras no exterior.

Por ter saldo positivo, a balança comercial de Cachoeira demonstra que a cidade está no caminho certo na fabricação de seus produtos. Isto porque exportar é sinônimo de desenvolvimento, pois a produção precisa apresentar boa qualidade para entrar em outros países. 

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook