Grupo Vieira da Cunha
Ensolarado

Tempo hoje

Min 14 / Max 28 +mais
Edição Impressa
Notícias > Geral > Sem previsão 13/11/2017 - 16h03 por Vinícius Severo

Piso dos professores deve ficar para 2018

Situação financeira delicada do Município não permite definir prazo para iniciar a cumprir a lei

Em reunião desde a primeira hora da tarde com dirigentes do Sindicato dos Professores Municipais, o prefeito Sergio Ghignatti ainda não estabeleceu uma data para pagar o piso dos professores.

Com decisão judicial em segunda instância condenando o Município a cumprir a lei do piso, Ghignatti acredita que não terá condições financeiras para fazer o pagamento ainda este ano.

O que dá fôlego à Prefeitura é que a ação movida pelo sindicato ainda não teve sua decisão transitada em julgado na Justiça. 

A diretoria do Siprom segue reunida com o prefeito. Em um intervalo da reunião para participar de uma solenidade, GG admitiu dificuldades para o pagamento. “Nossa situação financeira é muito delicada”, desconversou.

VALOR RETROATIVO

Além do impacto na folha, a Prefeitura ainda terá uma conta atrasada a pagar de cerca de R$ 10 milhões, conforme já calculado pelo procurador jurídico do Município, Leonel Gonçalves. A secretária municipal da Fazenda, Viviane Dias, não soube estimar o impacto mensal na folha com o pagamento do piso aos cerca de 1,2 mil professores.
 

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (1)

JP no Facebook