Grupo Vieira da Cunha
Ensolarado

Tempo hoje

Min 14 / Max 28 +mais
Edição Impressa
Notícias > Economia > QUARTA REDUÇÃO CONSECUTIVA 18/10/2017 - 17h38

Cachoeira do Sul sofre mais uma queda em gestão fiscal

Índice calculado pela Federação da Indústria do Rio de Janeiro mostra baixa de 7,4% no indicador que avalia a administração dos recursos da Prefeitura

A nova versão do estudo sobre administração de recursos públicos feito pela Federação da Indústria do Rio de Janeiro (Firjan) mostra que Cachoeira do Sul sofreu em 2016 a quarta queda consecutiva em gestão fiscal, o que já tinha sido previsto pela secretária municipal da época Cristina da Gama Mór devido a financiamentos contraídos para o custeio de obras como de pavimentação de ruas.

O Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) 2016 da cidade ficou em 0,4310 (em uma escala de zero a um), contra 0,4310 em 2014, um decréscimo de 7,4%. Com a queda no desempenho, a cidade perdeu 58 posições no ranking estadual do índice, passando da 384ª para a 442ªcolocação.

O IFGF considera quatro subíndices, os de receita própria, gastos com pessoal, investimentos e custo da dívida da Prefeitura.

O melhor desempenho da cidade em 2016 foi em custo da dívida, que avalia o quanto foi necessário desembolsar com o pagamento de juros e taxas de amortização de empréstimos e financiamentos.

Já o pior foi em investimentos, onde é considerada toda a aplicação de recursos em ações que não envolvam pagamento de servidores e nem manutenção da máquina pública.

A tese de Cristina é de que não adianta a Prefeitura ter um alto IFGF e não estar investindo, deixando a cidade estagnada. Financiamentos para obras, mesmo que estejam sendo pagos em dia, fazem o índice cair.

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook