Grupo Vieira da Cunha
Ensolarado

Tempo hoje

Min 14 / Max 28 +mais
Edição Impressa
Notícias > Economia > Orçamento da União 2018 18/10/2017 - 16h21 por Vinícius Severo

UFSM ficou em 28º lugar entre as 47 prioridades votadas pelos deputados

Parlamentares fizeram acordo de não divulgar número de votos das demandas que não ficaram entre as 17 prioridades

A proposta que tentava assegurar, através de emenda da bancada gaúcha, recursos para a construção do campus da UFSM em Cachoeira do Sul ficou em 28º lugar entre as 47 demandas votadas pelos parlamentares na noite de terça-feira.

Somente 17 foram escolhidas entre as prioridades que podem receber recursos do Governo Federal. A informação foi confirmada pelo gabinete do coordenador da bancada gaúcha, deputado Giovani Cherini.

Foram eleitas 17 demandas (três são definidas pelos senadores), as duas mais votadas (impositivas) e que se tornam obrigatórias de cumprimento pela União são a duplicação da BR-116 entre Guaíba e Pelotas e a construção de ponte no Rio Uruguai, entre Porto Xavier e a cidade de San Javier, na Argentina.

Estas emendas impositivas estão estimadas em R$ 162 milhões. As demais 15 propostas agora dependerão de pressão das entidades para serem cumpridas pelo Governo Federal.

SEM TRANSPARÊNCIA

Um acordo feito pelos parlamentares definiu a não divulgação da quantidade de votos das demandas que não foram aprovadas. Os deputados também decidiram não tornar públicos seus votos – impedindo assim que os eleitores pudessem ter conhecimento de quais demandas seus deputados escolheram.  

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook