Grupo Vieira da Cunha
Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 17 / Max 26 +mais
Edição Impressa
Notícias > Geral > ESTUDO APONTA AS CAUSAS DOS FALECIMENTOS EM TODO O PAÍS 12/09/2017 - 16h09 por Patrícia Loss

Câncer de pulmão é o que mais mata em Cachoeira do Sul

Relatório do Ministério da Saúde mostra que 157 dos 937 óbitos registrados na cidade em 2015 foram provocados por neoplasmas ou tumores

Estudo sobre a causa da morte dos brasileiros feito pelo Ministério da Saúde revela que o câncer continua sendo uma das doença que mais matam em Cachoeira do Sul. Conforme o relatório, dos 957 óbitos registrados em 2015 na cidade, 157 tiveram neoplasmas ou tumores como causa, o equivalente a 16,76%.

Os dois são considerados câncer, mas o neoplasma pode esparramar-se para todas as partes do corpo, enquanto o tumor atinge a somente a um órgão. 

Entre os cânceres, o que mais matou na cidade em2014 foi o de pulmão, com 34 casos. Também no aparelho respiratório, o câncer de laringe/faringe foi apontado como causa de morte outros seis doentes.

Logo atrás no ranking do câncer que mais provocou falecimentos no município em 2015 aparece o de genital, com 29. Foram contabilizados 16 casos em homens e 13 em mulheres.

 O relatório do Ministério da Saúde aponta ainda que 292 das mortes de 2015 na cidade estão associados a problemas no aparelho circulatório, o que inclui, por exemplo, parada cardíaca ocasionada por um câncer.

Já as doenças relacionadas aos órgãos do aparelho respiratório causaram 142 óbitos no mesmo período. As causas externas, como morte em acidente de trânsito ou por afogamento aparecem também entre os mais comuns motivos de falecimentos em Cachoeira: foram 57 casos em 2015.

14º NO ESTADO
Das 82.349 mortes ocorridas em 2015 no Rio Grande do Sul, as 937 de Cachoeira do Sul correspondem a 1,13% do montante. O número de óbitos do município foi o 14º maior entre as 496 cidades gaúchas. No mesmo ano Cachoeira era a 21ª cidade mais populosa do 

Estado. No estudo da mortalidade são considerados todos os óbitos ocorridos na cidade, mesmo que de moradores de outras cidades que estavam internadas e faleceram no Hospital de Caridade e Beneficência (HCB).

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook