Grupo Vieira da Cunha
Ensolarado

Tempo hoje

Min 13 / Max 26 +mais
Edição Impressa

Fórum do Leitor

Veja o que os leitores do Jornal do Povo estão comentando neste momento.

Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 17.12.2016 09h13
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Justiça do Distrito Federal aceita denúncia do MP, e Lula vira réu na Zelotes,

O juiz Vallisney Souza Oliveira, da Justiça Federal do Distrito Federal, aceitou denúncia do Ministério Público e abriu ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o filho dele Luis Cláudio Lula da Silva e dois empresários pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito das investigações da Operação Zelotes.
Tudo indica que o cerco está fechando em torno do ídolo dos cordeirinhos servis!
http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/justica-do-distrito-federal-aceita-denuncia-do-mp-e-lula-vira-reu-na-zelotes.ghtml

Expandir +comentar
Aroni Fagundes
Aroni Fagundes (Cachoeira do Sul) em 17.12.2016 09h13
Conteúdo: "Carreta passa por cima e mata criança na Volta da Charqueada"
Tristeza.

Tristeza , sofrimento e muita dor. Meus sentimentos aos Pais, e tenhamos certeza que á Priscila está nos braços de nosso DEUS.

Expandir +comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 17.12.2016 09h12
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Sr. Maurício,

Seu comentário de hoje as 20:15 horas, disse tudo o que os esquerdopatas ''caviar'' de carteirinha (pois eles e os que defendem esta ideologia mesquinha, estão no bem bom, enquanto outros (o povo) sofrem as penúrias PELA FALTA DE EMPREGOS, destes 13 anos de ''roubalheiras'' tempo que este ParTidinho (já extinto ou em extinção) comandou nosso País), deveriam ouvir (ler) e sobretudo assimilar.
Receba os meus parabéns pela lógica e da retórica de demonstração, apresentando o que todos nós deveríamos saber (ou quase todos,uns porque não querem ou são servis)!

Expandir +comentar
josiane pereira
josiane pereira em 16.12.2016 21h26
Conteúdo: "Carreta passa por cima e mata criança na Volta da Charqueada"
tristeza

Que Deus conforte esses pais....tristeza

+comentar
Juliano Curvelo Alves
Juliano Curvelo Alves (Cachoeira do Sul) em 16.12.2016 21h26
Conteúdo: "Carreta passa por cima e mata criança na Volta da Charqueada"
Até quando?

Morei na Charqueada e presenciei inúmeras vezes crianças e pedestres em geral, transitando na via pela falta de acostamento, se expondo ao risco destas carretas, que passam em alta velocidade, basta perguntar aos moradores que moram na via e suas proximidades.. Crianças em perigo tanto a saída do Mario Godoy Ilha, quanto no outro extremo nas escolas e creches do Prado. Lamentável... Cadê o MPF, conselho tutelar é demais órgãos??? O DNIT PRECIS instalar urgentemente calçadas naqueles trechos.

Expandir +comentar
Ezadir  Petry
Ezadir Petry (Cachoeira do Sul) em 16.12.2016 20h29
Conteúdo: "Carreta passa por cima e mata criança na Volta da Charqueada"
tristeza

Como mãe e tbm vó não tem palavras ...só Deus para dar forças!! ampare esta familia .

+comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 17.12.2016 08h57
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Beleza, Sr Bonine!

Tem multidões nas ruas defendendo réus da Lava-Jato, etc, né?
Jogas sua semente maligna na pedra, não temos corruPTos de estimação, não somos pelegos, parasitas sociais, lacaios, dementes, militontos, mortadeleiros, hipócritas ou demagogos. Quem fez falcatrua, que pague!
Ah, vai faltar mortadela nos sindicatos, né?
La pergunta: Quem paga 40 mil reais por dia ao advogado do apedeuta-mór, seu ícone? Salário mensal de presidente não é isto tudo, por ex...
Malafaia recebeu um cheque de doação de 100 mil. Vai ter que explicar, talvez explique, talvez não. Cisco no olho de outro, enxergas...
Já a trave no seu... Finge que não vê! Que feio, um pai de família se prestando a um papel destes!

PS: E esqueci da "Teoria da Libertação", criando escravos e monstrinhos. Leonardo Boff explica: "para no defender do "golpe" policial e nosso direito de nos manifestar nas praças compremos bolas de gude, para derrubar os cavalos". Ora, nas marchas pelo impeachment, lindas, nos bate-panelas, nos contra à corrupção, não foi preciso força policial, tudo de forma ordeira, pacífica, familiar - dava para levar sua linda filha, sem temor, gente do bem . Já na da sua patuleia, depredações, violência, vandalismo, dano ao patrimônio público e privado, agressão às forças policiais e tentativa de quebrar as patas de um nobre animal que vale mil "manifestantes" daquele tipo! Teoria bondosa da Libertação, pelo seu expoente maior. Cavalo com pata quebrada sofre MUITO e, geralmente, tem que ser sacrificado .... Só gente boa! impublicável o que penso que merecem e o que são...

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 16.12.2016 20h15
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Sra Renate!

Faço minhas as palavras do Sr Rosalvo sobre o Nazareno!
E o Sr Adriano sobre aquele religioso...
Não sei o que o tema tem a ver com o Geddel, não é mesmo?
Sinceramente, gostaria de saber como uma pessoa com seu nível de instrução posta certas coisas e tem posição ideológica tão arraigada num sentido que sabemos ser fracassado, demagogo, hipócrita e que tanta desgraça trouxe ao mundo.
Não estou rindo não! No máximo, irônico ou sarcástico ao ver certas postagens, para não ser raivoso ou pior, como muitos aí são.... Não faço mal a ninguém e nem fico conspirando para prejudicar pessoas, a senhora me entende...Estou aqui no campo das ideias. e nunca foi oferecida à minha capacidade de raciocínio lógico, moral e ético, argumentos válidos que me demovam das minhas posições. Sou de rever conceitos.
Tanto que fui simpatizante do socialismo, dos 14 aos 17 anos, mais ou menos. Mais hormônios e um bom coração, do que neurônios e coração aliado à Razão, sem os quais somos só tolos. Li Marx, Lênin, Gramsci, Maquiavel. Aos 18, já era contra esta gronga, pois, felizmente, a genética deve ter ajudado e os neurônios se acenderam. Aos 20, eu já passei a combater esta falácia hedionda. Quem entende Marx faz isto. duvido que certas pessoas, dotadas de reconhecido intelecto não saibam disto.
Do exemplo da Ferrari sobre a PEC, por exemplo. uma criança entende, mas outros não... O que os move?
O Nazareno não é, sem sombra de dúvidas! Se hoje aparecesse e falava que "viverás do suor do seu rosto", já o crucificariam direto, sem lava mãos, pois os Direitos Humanos e esquerdistas diriam que o capitalista malvado exploraria o trabalho deles e viriam com mimimi, discurso de ódio, lutas de classes, etc.
A senhora pertence à Stasi, por suposto? Mercenário eu? Como diria o Régis: HUAHUAHUAHUAHUÁ!
Eu, GESTAPO? Acho que a senhora não leu a História, o que me causa espanto: Geheime Staatspolizei, significando "polícia secreta do Estado", era a Polícia Secreta Nazista (nacional-SOCIALISTA), entende? Mais da sua linha de raciocínio e modus operandi. Como eu disse, não ando especulando, prejudicando, denunciando, doutrinando ou fazendo mal a ninguém...TODOS estamos ferrados, literalmente, por sabe-se lá quanto tempo, graças a mercenários, corruptos, canalhas, idiotas úteis e congêneres, que mantiveram no poder repetidamente, um projeto de perpetuação no poder, um novo REICH, baseado na corrupção sistemática, na roubalheira, na doutrinação, no emburrecimento da população, na mentira, no engodo e na podridão. Quem os apoiou, reiteradamente? Eu????
Agora, manifestar-se contra esta corja e seus ainda apoiadores, que tanto malefício causaram ao país, ao nosso futuro, de nossos filhos, pais, amigos, familiares, que roubaram esperanças, empregos e sonhos de tanto é ruim, é???
Guarde suas "previsões"... ainda mais sobre a minha pessoa, minha opinião, Cuide da sua, que merece atenção.
Solidariedade me falta? Não sabes NADA!
Qual a solidariedade distribuída pela sua grei, que não o de favorecimento ilegal e ilícito aos companheiros que a senhora apoiou por 30 anos? Empobrecimento da população, a farta distribuição da miséria, do atraso? Não vês as notícias, as filas, a criminalidade, o desespero? Onde está a SUA solidariedade? O que tens dado de SEU para atenuar a outrem o que suas escolhas ajudaram criar?
Quanto ao Nazareno, talvez estivesse na Catedral de Kiev, destruída pelos comunas em 1937 e reconstruída 72 anos depois...
Mas vamos à história, seu território:
- Em 1812, por ocasião da expulsão das tropas francesas, o Czar Alexandre I, como gratidão a Deus pela salvação dos russos do domínio de Napoleão, manda construir em Moscou a Catedral de Cristo, o Salvador. a obra durou 44 anos e foi aberta em 20 de maio de 1883, na coroação de Alexandre III.
Em 5 de dezembro de 1931, próximo ao Natal, Camarada Stálin manda dinamitar a Catedral, ordenando a construção do Palácio dos Soviets, onde deveria ter uma estátua de Lênin, de 100m de altura. Stálin precisava de um deus morto. nunca realizou a obra. Em 1994, começa a reconstrução, pós queda do Império Soviético e 100 milhões de mortos.
Ainda, a partir de 1919, o regime soviético, sob pretexto da afirmação niilista de sues dirigentes, mandou destruir centenas de igrejas... é falta de comunhão com a própria História, com a qual a senhora deveria ter apreço e fidelidade. A falta de sensibilidade, ausência de amor, elevadas à potência máxima.
Hobes (do homem lobo do homem), entendia que, sem o freio de um Estado forte, o homem cairia na barbárie, pois sendo essencialmente mau, exerceria sem pestanejar a função d elobo do homem...Esta é uma moral de repressão, onde o Estado máximo controla os cidadãos (princípio fascista, nazista, comunista), que foi feito aqui nos últimos tempos, com o seu apoio...
Não o meu... Segundo o filósofo contemporâneo francês Comte-Sponville, em oposição aos niilistas, dos quais uma característica é a amnésia histórica: "Nada vale antes deles". É o caso dos defensores do PT! São os que jogam fora o bebê fora, junto com a água do banho... Uma sociedade não pode sobreviver sem comunhão e sem fidelidade. Foi o que a seita maléfica sempre fez, jogar uns contra os outros e fidelidade, só ao partidão e seu projeto imundo de poder, não à sociedade ou à Nação. sua cor vermelha, estrelinha amarela, foice e martelo acima de tudo!
Retribuo seus votos, que a senhora receba em dobro, melhor, em triplo, tudo que me desejares! Do fundo do meu coração! Boas festas!

Expandir +comentar
Elvira De Lourdes Freitas Pereira
Elvira De Lourdes Freitas Pereira (Cachoeira do Sul) em 16.12.2016 20h15
Conteúdo: "Carreta passa por cima e mata criança na Volta da Charqueada"
Muito triste

Que Deus conforte os pais.

+comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 16.12.2016 20h15
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Hummm,

É servidor público da 24ª CRE, bom saber disso!

+comentar
Rosalvo Lourenço
Rosalvo Lourenço (Brasília) em 16.12.2016 18h05
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
LUCIANO

Você não é professor, você é servidor público da 24ª CRE. Apenas isto!

+comentar
Adriano Bitencourt Chaves
Adriano Bitencourt Chaves (Cachoeira do Sul) em 16.12.2016 18h05
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Sindicatos

Lembrando que na iniciativa privada o trabalhador assalariado não tira 30 dias integrais.

Muitos vendem para reforçar o orçamento, as vezes por anos não sabem o que é férias ou a fazem em dois ou mais turnos...

Sindicalismo é o Porto seguro da malandragem estatal...

E tu trabalhador assalariado o que acha disso...?

Expandir +comentar
Rosalvo Lourenço
Rosalvo Lourenço (Brasília) em 16.12.2016 17h29
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
DE NOVO!!

Recesso no judiciário

Antonio Pessoa Cardoso*

O CNJ, órgão externo criado para controlar a administração do judiciário, resolveu estender aos juízes estaduais o benefício do recesso forense, já desfrutado pelos magistrados federais desde o ano de 1966, quando a Lei 5.010 (clique aqui) organizou a justiça federal de primeira instância. Esta norma, denominada de Lei Orgânica da Justiça Federal, considerou feriados os dias compreendidos entre 20 de dezembro e 6 de janeiro, os dias da Semana Santa, entre a quarta feira e o domingo de páscoa, os dias de segunda e terça feira de carnaval, os dias 11 de agosto, 1º e 2 de novembro, além dos fixados em lei.

Assim, concedendo aos magistrados estaduais o mesmo descanso já auferido pelos juízes federais, o CNJ, através de resolução, diga-se de passagem, e não de lei, conferiu à justiça dos estados mais 18 dias de folga, provocando fechamento de todos os cartórios judiciais e de todas as secretarias de câmaras no período indicado como recesso, situação inexistente para os juízes estaduais antes de 2005; assim, também os serventuários passaram a contar com mais 18 dias que somados aos 30 dias de férias perfazem o total de 48 dias no ano sem trabalho, afora evidentemente os feriados e outros benefícios. Os magistrados têm 93 dias de descanso, juntados os dias de recesso, o descanso da semana santa, os feriados, mais 60 dias de férias; se incluir a licença prêmio de 90 dias, a cada cinco anos, encontra-se a média de 6 dias/ano, totalizando 99 dias dispensados do trabalho. Tanto na área federal, estadual, no ministério público, na justiça do trabalho na justiça militar e no tribunal de contas a situação é a mesma; a diferença existe, porque o CNJ estendeu apenas a vantagem do recesso, deixando de conceder aos magistrados estaduais também a folga da semana santa, conferida aos da área federal pela lei apontada acima.

Desta forma, o judiciário do país está de férias, de recesso ou no gozo de feriado durante 203 dias, trabalhando, portanto, pouco mais de 160 dias no ano; com este raciocínio, conclui-se que para cada dia de trabalho o magistrado tem mais de um dia de folga.

À novidade do recesso seguiu-se a dificuldade do acesso do jurisdicionado à justiça, porquanto não se forma mais câmara de férias, as secretarias e os fóruns lacram as portas, apesar de a lei inadmitir interrupção dos serviços judiciários. Induvidosamente, no período de 20 de dezembro a 6 de janeiro não há movimentação dos processos e nos tribunais, há regime de plantão, diferentemente do que se praticava, quando as férias eram coletivas e não havia recesso entre os juízes estaduais. Neste caso, ou seja, antes da interferência do CNJ em 2005, as secretarias, os tribunais, e os cartórios judiciais, na justiça de primeiro grau, ficavam abertos; os juízes, na primeira instância, movimentavam os processos todos os doze meses do ano e, na segunda instância, a paralisação limitava-se aos dois meses de férias coletivas, mas ainda assim com uma câmara especial funcionando e com as secretarias abertas, situação que hoje não acontece.

O plantão que se criou durante o recesso não se presta para cobrir as atividades jurisdicionais, pois as secretarias lacram suas portas e o pequeno número de serventuários disponibilizados nesse período não socorre ao consumidor que se obriga a esperar o fim do recesso; nem se fala sobre a paralisação total dos processos, vez que não há audiências, nem correm os prazos processuais. Portanto, sem dúvida alguma, diminuiu ainda mais a movimentação da máquina judiciária, porquanto os serventuários que gozavam somente 30 dias de férias, passaram a contar também com os 18 dias de recesso e, portanto, 48 dias de descanso.

A Resolução 8, de 29/11/2005 do Conselho Nacional de Justiça (clique aqui), que instituiu o recesso, criou dificuldades de ordens processuais para a justiça estadual, a exemplo da suspensão dos prazos; acontece que o CPC (clique aqui), arts. 178 e 179, lei federal, fixa a continuidade de prazos, inadmite a interrupção dos serviços judiciários em feriados para suspendê-los somente no período de férias; frise-se, portanto, que a lei aceita a suspensão de prazo somente durante as férias; recesso não se pode entender como férias; então, pela lei não se suspende prazos processuais no período do recesso. A Lei 5.010/66 fixou como feriado os dias de recesso para a justiça federal, enquanto a Resolução estabeleceu recesso para a justiça estadual, mas os prazos somente deveriam suspender durante as férias coletivas. Alguns tribunais, entretanto, recusam-se em conceder o recesso, oferecido pelo CNJ, sob o entendimento de que o favor deve ser tratado por lei federal e não por resolução.

Posteriormente, o CNJ editou a Resolução 24, de 24/10/2006 (clique aqui) para revogar o art. 2º da Resolução 3, de 16/8/2005 (clique aqui), que extinguia as férias coletivas. Mais adiante a Resolução 28, de 18/12/2006 (clique aqui) revoga a Resolução 24. Assim volta a ser respeitado o dispositivo constitucional que extinguiu as férias coletivas. Este dispositivo, entretanto, deve ser alterado em benefício do coletivo, do público, do jurisdicionado sem se dar prioridade ao privado, OAB; o CNJ criou sério imbróglio com as resoluções expedidas somente para priorizar pretensão do privado, OAB, em detrimento do público, jurisdicionado. O STF foi chamado para desautorizar o CNJ a disciplinar matéria tratada de outra forma pela Constituição.

Bem verdade que o magistrado enfrenta trabalho estafante, consistente nas audiências e nos julgamentos; a alegação de que a atividade exige trabalho noturno, nos feriados e nas férias não se sustentam, pois simplesmente não há lei para exigir do julgador tamanho sacrifício. Basta desenvolver sua atividade nos dias de trabalho.

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei Complementar 6.645/06 que busca incluir entre os feriados o período do recesso, afoitamente consignado através de Resolução 8/05 e não de lei, como foi na justiça federal, lei 5.010; no Senado, para onde seguiu o PLC, o relator, Senador Pedro Simon apresentou substitutivo que tomou o nº. 6/2007; altera dispositivos do CPC e o art. 62 da Lei 5.010; sensatamente, extingue o recesso forense, sob o forte argumento de que "não se pode cercear o serviço público em detrimento de um setor privado", ou seja, atender às ponderações da OAB e esquecer as necessidades do jurisdicionado. No substitutivo, suspende-se "todos os prazos, audiências e quaisquer outras intercorrências judiciais nos dias compreendidos entre 20 de dezembro e 20 de janeiro de cada ano"; tramitam neste período as ações enumeradas no substitutivo, a exemplo da produção antecipada de provas, da citação, da separação de corpos, dos alimentos provisionais, da prisão, etc.

Não se entende tanto tempo de descanso para magistrados, quando se questiona morosidade, falta de juízes e inoperância dos serviços judiciários; afinal, a justiça brasileira contava em 2007 com mais de 67 milhões de processos para decidir e este fato não condiz com a excrescência do recesso forense num sistema já carcomido por tantas medidas incompreendidas pelo povo, destinatário final das atividades dos magistrados. Enfim, quem tem a coragem de se indignar pode e deve reclamar o absurdo que se estabeleceu com 60 dias de férias, com 18 dias de recesso, além dos feriados.

OBSERVEM QUE 50 DIAS DE FÉRIAS EM MÉDIA É O PADRÃO DO JUDICIÁRIO. E a Lei de 1966 era seguida pelos estados, portanto, 50 dias de férias. E o próprio Schuck disse que é favorável a este descanso remunerado com o salário dos trabalhadores que não possuem esta regalia

Leitoras e leitores, experimentem ir dia 21 de dezembro, quarta-feira, protocolizar uma ação em qualquer repartição judiciária do TJ RS.

50 DIAS DE FÉRIAS, E VOCÊ TRABALHADOR TIRANDO SÓ 30 DIAS.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Expandir +comentar
Irisoní Beatriz dos Santos Nunes
Irisoní Beatriz dos Santos Nunes em 16.12.2016 17h28
Conteúdo: "Cacisc mobiliza empresários a favor do pacote de Sartori"
INACREDITÁVEL

Impressionante a posição da CACISC.

+comentar
Henrique  Schuck Drey
Henrique Schuck Drey (Capão da Canoa) em 16.12.2016 16h59
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Ignorãncia, desconhecimento , falta de qualificação ou ma fé do bacharel

Agora publica uma lei federal, o qual o TJ/RS não segue, pois é para a JUSTIÇA FEDERAL e não a Justiça Estadual como você quer impor como regra geral,
segue, leitores do JP o calendário de feriados da Justiça Gaúcha;
O advogado tenta ludibriar os leitores, mente quando se refere a justiça como um todo
O Excelentíssimo Senhor Desembargador LUIZ FELIPE SILVEIRA DIFINI, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pelo art. 42, VII, a, do Regimento Interno do Tribunal de Justiça e em face da expressa delegação do Colendo Órgão Especial, manifestada em sessão de 17 de outubro do corrente ano, DISPÕE que, em 2017, não haverá expediente no Tribunal de Justiça e nos serviços forenses de primeira instância, nos seguintes feriados nacionais e dias de festa ou santificados:

1º de janeiro
Confraternização Universal
domingo
* 02 de fevereiro
Nossa Senhora dos Navegantes
quinta-feira
27 de fevereiro
Carnaval
segunda-feira
28 de fevereiro
Carnaval
terça-feira
14 de abril
Sexta-feira Santa
sexta-feira
16 de abril
Páscoa
domingo
21 de abril
Tiradentes
sexta-feira
1º de maio
Dia do Trabalho
Segunda-feira
* 15 de junho
Corpus Christi
quinta-feira
07 de setembro
Independência do Brasil
quinta-feira
20 de setembro
12 de outubro
Revolução Farroupilha
Nossa Senhora Aparecida
quarta-feira
quinta-feira
02 de novembro
Finados
quinta-feira
15 de novembro
Proclamação da República
quarta-feira
08 de dezembro
Dia da Justiça
sexta-feira
25 de dezembro
Natal
segunda-feira

Os dias indicados com asterisco são feriados declarados em Lei do Município de Porto Alegre.

Além dos feriados nacionais, também não haverá expediente forense nas comarcas do interior nos feriados definidos em lei municipal.

Os pontos facultativos instituídos pelo Poder Executivo não obrigam a observância pelo Judiciário.

PUBLIQUE-SE. CUMPRA-SE.

Porto Alegre, 18 de outubro de 2016.



Des. Luiz Felipe Silveira Difini,
Presidente.

Expandir +comentar
Henrique  Schuck Drey
Henrique Schuck Drey (Capão da Canoa) em 16.12.2016 16h57
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
Pacotaço da maldade

O pacote proposto pelo Governo do Estado, que é o mais amplo da história do Rio Grande do Sul, causará a demissão de mais de mil servidores

Saiba mais sobre o pacote do Executivo gaúcho

O Piratini propôs um pacote de projetos e decretos que afetará todos os poderes e setores, trazendo grande impacto tanto para o funcionalismo quanto para a população em geral, atendida pelos serviços públicos.

São três grandes áreas:

Modernização estrutural ‐ Redução de 20 para 17 secretarias, com seis fundidas em três: Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (união das secretarias Geral de Governo e Planejamento), Desenvolvimento Social, Trabalho e Cidadania (união das pastas de Justiça e Direitos Humanos e Desenvolvimento Social) e Cultura, Turismo e Esporte (une as pastas de Turismo, Esporte Lazer e da Cultura); extinção de nove fundações (Fundação Cultural Piratini ‐ TVE e FM Cultura, FDRH, FEE, Fepagro, Fepps, FIGTF, FZB, Metroplan e Cientec), uma autarquia (Superintendência de Portos e Hidrovias ‐ SPH) e uma companhia (Companhia Rio‐grandense de Artes Gráficas – Corag); além de outras quatro que serão privatizadas ou federalizadas (CEEE, CRM, Sulgás e Cesa).

Serviço público ‐ PEC para acabar com a remuneração de servidores que não desempenham as funções para as quais foram contratados por estarem cedidos a entidades de classe; PEC para retirar o adicional por tempo de serviço para novos servidores; outros projetos aumentando a contribuição previdenciária de 13,25% para 14% daqueles vinculados ao RPPS; limitação ao teto do funcionalismo, para que as pensões do IPE, junto a vencimentos ou aposentadoria, se restrinjam a R$ 30.471,11.

Ajuste fiscal ‐ proposta de alteração da Constituição para que os repasses dos duodécimos dos poderes e órgãos sejam calculados pela Receita Corrente Líquida efetivada, limitados ao orçamento previsto; PEC para acabar com a obrigatoriedade do pagamento do funcionalismo até o último dia do mês, incluindo o calendário escalonado em substituição; PEC para alterar prazos para pagamento do 13º salário.

Expandir +comentar
Rosalvo Lourenço
Rosalvo Lourenço (Brasília) em 16.12.2016 16h26
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
OLHEM A LEI E TIREM SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES

Lei 5.010 de 1966

Art. 62. Além dos fixados em lei, serão feriados na Justiça Federal, inclusive nos Tribunais Superiores:

I - os dias compreendidos entre 20 de dezembro e 6 de janeiro, inclusive;

II - os dias da Semana Santa, compreendidos entre a quarta-feira e o Domingo de Páscoa;

III - os dias de segunda e têrça-feira de Carnaval;

IV - os dias 11 de agôsto e 1° e 2 de novembro.

IV - os dias 11 de agosto, 1º e 2 de novembro e 8 de dezembro. (Redação dada pela Lei nº 6.741, de 1979)

Pare de tentar enganar os leitores, os advogados pediram suspensão dos prazos, não tirarem 50 dias de férias.

Observem leitores que no 1º de novembro (véspera de finados) sem nenhuma explicação lógica é TAMBÉM FERIADO PARA O JUDICIÁRIO.

OU SEJA, TEM GENTE MAIS IGUAL NA ADMINISTRAÇÃO PUBLICA DESTE PAÍS.

Expandir +comentar
Luciano Iserhardt Scherer
Luciano Iserhardt Scherer (Cachoeira do Sul) em 16.12.2016 16h23
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
HENRIQUE:

Tu não aprendeu ainda que os 'certinhos' mudam BEM RÁPIDO de posição e opinião, desde que aquilo lhes favoreça pessoalmente?
Falam uma coisa e fazem outra... aposentam-se cedo por 'problemas' que impedem de trabalhar, dai trabalham em outra coisa normalmente... e por ai vai!
E depois SE MATAM falando das pessoas que seguem fielmente o que pregam!

Expandir +comentar
Rosalvo Lourenço
Rosalvo Lourenço (Brasília) em 16.12.2016 15h49
Conteúdo: "Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016 - CAZO"
ADRIANO

E o sindicato não presta contas ao TCU, segundo a vontade do Lula. Ou seja, gasto o dinheiro de uma contribuição obrigatória e não preciso prestar contas. Posso comprar uma TV 4K para mim, um carro, mandar minha filha pra Miami, tudo às custas dos trabalhadores.

Não é lindo este mundo sindicalista?

Expandir +comentar
Aroni Fagundes
Aroni Fagundes (Cachoeira do Sul) em 16.12.2016 15h50
Conteúdo: "Hospital de Cerro Branco fecha as portas para atender exigências da 8ª CRS"
QUE MUNDO É ESTE!

Simplesmente falta de respeito com as pessoas. E sempre quem sofre é os mais necessitados. E os responsáveis pela gestão ficam impunes. Minha solidariedade ao povo de Cerro Branco.

Expandir +comentar

Veja os conteúdos mais comentados hoje do Jornal do Povo.

Senador Paulo Paim debate a reforma da previdência neste sábado em Cabrais
4 comentários +comentar
Quartel de Cachoeira participa de operação em Rosário do Sul
2 comentários +comentar
ENTRE O DESEJO E A LEI
2 comentários +comentar
Quinta-feira, 12 de Outubro de 2017 - CAZO
2 comentários +comentar
Pracinha do Bairro Soares ganhou barco pirata para a garotada
2 comentários +comentar

Veja os conteúdos mais comentados durante a semana do Jornal do Povo.

Quinta-feira, 12 de Outubro de 2017 - CAZO
16 comentários +comentar
Senador Paulo Paim debate a reforma da previdência neste sábado em Cabrais
12 comentários +comentar
Marlon Santos é o segundo deputado com mais CCs na Assembleia
8 comentários +comentar
Vereadores não irão investigar suposta negociação de cargos
7 comentários +comentar
Plebisul atingiu menos de 2% do eleitorado em Cachoeira do Sul
7 comentários +comentar
Tragédias e comédias
6 comentários +comentar
O QUE ESPERAR DAS ELEIÇÕES?
5 comentários +comentar
Sábado, 07 de Outubro de 2017 - CAZO
4 comentários +comentar
Nesta quarta-feira tem escolha dos mais belos negros de Cachoeira do Sul
3 comentários +comentar
Quartel de Cachoeira participa de operação em Rosário do Sul
2 comentários +comentar
ENTRE O DESEJO E A LEI
2 comentários +comentar
Pracinha do Bairro Soares ganhou barco pirata para a garotada
2 comentários +comentar
Carro-forte cheio de dinheiro capota na BR 153
2 comentários +comentar
Ghignatti voltará a Brasília pelo custeio da oncologia
2 comentários +comentar
Marlon Santos na mira da RBS
2 comentários +comentar
Entrega em domicílio - entrega a domicílio
2 comentários +comentar
Meninada do São José na final do Gauchão Sub-13 de Futsal
1 comentários +comentar
Bandido foi perseguido e preso com carro furtado no Bairro Noêmia
1 comentários +comentar
Preços baixam no supermercado
1 comentários +comentar

Veja os conteúdos mais comentados do Jornal do Povo.

Dilma e Aécio aparecem empatados em segundo turno
787 comentários +comentar
Fundador do PT de Cachoeira diz que Mensalão nunca existiu
709 comentários +comentar
Manifestação anti-Dilma volta no dia 12
510 comentários +comentar
Dilma e Marina estão empatadas com 34% na pesquisa Datafolha
296 comentários +comentar
Movimento do Bolo mostrou as dificuldades financeiras das prefeituras
274 comentários +comentar
Cachoeira na caminhada contra o PT
206 comentários +comentar
Dilma é reeleita na disputa mais apertada da história
190 comentários +comentar
Dilma e Aécio estão iguais
187 comentários +comentar
Tarandine morre em acidente de trânsito em Caxias do Sul
167 comentários +comentar
Mobilização contra Dilma reúne 150 pessoas em Cachoeira do Sul
160 comentários +comentar
FUMO E MEIO AMBIENTE
158 comentários +comentar
Vexame das arábias
154 comentários +comentar
Empresário mata cão de vizinha com enxadada na Vila Verde
146 comentários +comentar
Protesto anti-Dilma no domingo será a pé
139 comentários +comentar
Pesquisa do Datafolha aponta Dilma com 34%, Aécio 19% e Campos 7%
131 comentários +comentar
Comandante da Brigada estimou o público do protesto
126 comentários +comentar
Cidade perde representação
123 comentários +comentar
Partido dos Trabalhadores completa 36 anos nesta quarta-feira
123 comentários +comentar
Novo Fora, Dilma começa a ser organizado para o dia 16
122 comentários +comentar
Será que não existe nada de totalmente errado no mundo?
120 comentários +comentar

Guiafone

Quer seu número no Guiafone JP?

É muito fácil inserir seus dados de contato no GuiaFone. Clique em uma das opções abaixo.

Cadastro Residencial Cadastro Comercial Mais informações
Entre em contato pelo email
guiafonejp@jornaldopovo.com.br
Ou ligue para
(51) 3722-9634

JP no Facebook