Grupo Vieira da Cunha

Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 16 / Max 28 +mais
Edição Impressa

Fórum do Leitor

Veja o que os leitores do Jornal do Povo estão comentando neste momento.

Márcio Möller
Márcio Möller (Cachoeira do Sul) em 19.07.2018 00h23
Conteúdo: "Prefeitura quer impugnar piso dos professores"
Promessa é dívida!

GG prometeu que ia pagar o piso dos professores (saiu no JP)!!! agora tem que pagar!!! e o Zé prometeu a balsa grátis( saiu no JP) para o povo e ficou só na promessa...

MENOS PAPO E MAIS AÇÃO!

Vamos parar de iludir o povo cachoeirense!!!

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 18.07.2018 10h50
Conteúdo: "Prefeitura quer impugnar sentença do piso nacional do magistério"
Inverdades...

Como sempre (modus operandi), certos elementos não desistem! Mentir, mentir e repetir mentiras.
Na Folha de São Paulo de 03 de março de 2012, temos o próprio tarsocialista: “Mercadante tem opinião totalmente furada sobre o pagamento do piso nacional aos professores da rede pública.”
O petista ressaltou que a posição do ministro Mercadante não tem respaldo na realidade jurídica do país e nem nas relações federativas. E acrescentou: “Piso é um valor constante, atualizável pela inflação. Sou totalmente favorável ao piso do Fundeb, mas quem o instituiu deve repassar recursos a estados e municípios para complementá-lo.”
Dois detalhes relevantes. Foi na gestão de Tarso Genro no MEC que se instituiu o piso nacional do magistério. E, candidato ao governo gaúcho, Tarso Genro prometeu em campanha pagar o piso, negando-se quando no Governo. Puxa-se o pino da granada e deixa-se para o sucessor a conta a pagar e a explosão. Típico desta gentalha comuna... Só que esta granada ficou feito batata quente, pululando nas garras do criador. Mas a explosão mesmo viria nas mãos do governador Sartori. Refrescando os esquecidos, de como falir e endividar um Estado em apenas 8 passos, todos dados pelo melhor administrador, segundo algum devaneiador:
1. Gaste sempre além do que você possui, deixe o problema para o governador seguinte. Tarso Genro, em 4 anos, sacou o equivalente a 75% dos depósitos judiciais, ampliando a dívida em mais de R$ 7 bilhões, algo que, quando somado aos saques no Caixa Único (onde o governo se apropria do dinheiro de outros órgãos independentes), chega a R$ 11 bilhões. O custo desta política alcança R$ 1 bilhão a cada ano.
2. Oponha estabilidade e crescimento. Não compatibilizou a ideia de que um Estado fiscalmente responsável e que gaste apenas o que tem, cria um ambiente mais favorável do que um Estado que está constantemente gastando acima do que arrecada e criando incertezas sobre arrecadação e impostos futuros.
3. Ao trocar de governo, abandone tudo feito até então. Todos os projetos anteriores são abandonados e reescritos com a benção do povo, que acredita ainda hoje em soluções mágicas, como se o novo governador trouxesse uma nova chance de resolver problemas.
4. Terceirize responsabilidades. No estado nada se faz em função da dívida, que limita o governo – Esta situação, porém, esconde outras questões. O Rio Grande do Sul possui um déficit previdenciário de fazer inveja a qualquer outro estado. Nada menos que 54% de sua folha de pagamentos é destinada a pagar aposentados, contra 27% do que São Paulo, o segundo estado que mais gasta do país, possui de custo. A dívida com os saques no caixa único e depósitos judiciais, que é 5 vezes menor que a dívida com a União, possui juros semelhantes (R$ 1 bilhão contra R$ 1,3 bilhões). Tarso é responsável por mais de 2/3 desta dívida. 2/3 !!!!
5. Inverta a lógica de uso dos recursos públicos. O RS é o estado que mais gasta em previdência no país. Um déficit que sozinho é superior aos gastos de saúde, educação e segurança somados. Ao todo, 29% da receita líquida do estado (aquela que fica realmente com o estado e não é transferida aos municípios) é destinada ao pagamento de aposentadorias. Há hoje 1,1 aposentado ou pensionista para cada funcionário na ativa. Entre 1971 e 1974, o RS aplicava 1,9% do PIB em educação e 1,1% em previdência – e agora despende 1% em educação e 2,9% em previdência. A inversão de lógica para os gaúchos é um caso raro em todo o Brasil. Enquanto isso, o funcionalismo segue sendo mal pago (e agora com salários atrasados), por conta da incapacidade do governo de resolver os problemas orçamentários.
6. Faça com que as estatais sirvam a si mesmas. Dono de 16 empresas estatais, o RS opera de saneamento básico, geração, transmissão e distribuição de energia à mineração, passando por bancos, armazéns, distribuidoras de gás, operadoras de cartão de crédito, transporte ferroviário de passageiros, etc. Um exemplo é a Companhia de Silos e Armazenagens, cujos gastos com processos trabalhistas superam a receita, fazendo com que a empresa deva inúmeras vezes mais do que é capaz de arrecadar.
7. Oponha-se a reformas e culpe o remédio pelo mal estar. Sartori assumiu com um déficit projetado para o ano superior a R$ 4 bilhões, greves, um surto de violência e uma economia em recessão. Seu remédio foi reduzir em 21% as despesas do estado que podem ser alteradas. Reduziu ou zerou gastos em materiais de distribuição gratuita, diárias, aluguel de carros, telefones oficiais e diminuiu o número de cargos comissionados pela metade. Depois disso funcionou então? Não exatamente. Todo o governo que se elege no estado possui gastos já pré-compromissados equivalentes ao todo do orçamento. Por exemplo? Apenas com o déficit na previdência e com os juros da dívida, o estado gasta mais de 43%. A cada R$ 100 que entram nos cofres do estado, R$ 43 bancam questões do passado – o restante banca os funcionários, investimentos e custeio. É apenas no custeio que Sartori pode cortar, um valor que fica em torno de R$ 7 bilhões anuais, de onde o governador espera reduzir R$ 1,5 bilhões. E a diferença? Mágica?
8. Distribua direitos e quando não houver dinheiro pra bancá-los, culpe a falta de vontade política. Aí, a essência da maldade do tarsocialista e onde seus defensores se fazem de salame (Mas por qual cargas d'água ainda os têm???) Após perder a eleição em outubro, Tarso deu uma amostra do que Dilma poderia ter feito: enviou em novembro pacotes concedendo aumentos salariais até 2018, mesmo sem deixar recursos em caixa para pagá-los. Hoje, com salários parcelados, não é raro encontrar quem diga que “ao menos Tarso pagava os salários em dia”. Esta é a essência do Rio Grande do Sul atual. O funcionalismo acredita que, ainda que o estado se afunde em dívidas e comprometa todo o futuro da população que arcará com elas, esse cenário é menos pior do que cortar gastos.
Tarso conseguiu bancar os salários graças aos empréstimos que fez junto ao BID e ao BNDES. Deixou de investir para gastar com algo que não poderia arcar no futuro. Por isso, apesar da dívida ter seus 40 anos e a ingovernabilidade ser tão antiga quanto, o petista é um agente central nesta crise. Tarso cortou todas as saídas, zerou a possibilidade de investir e apenas deixou uma opção ao governo: deixar de atuar em setores que não lhe dizem respeito e garantir que a iniciativa privada faça o seu papel.
Espero ter esclarecido os desinformados e uns mal intencionados também!

Expandir +comentar
Eleni Maria Machado
Eleni Maria Machado (Cachoeira do Sul) em 18.07.2018 10h50
Conteúdo: "O grande vencedor da Copa"
Grande vencedor

Triste a postura do Paulo Amorim. As drogas são devastadoras para quem usa e para a família do usuário, porque desestrutura, desequilibra, causa alienação, leva à morte. É um suicídio indireto. Deve ser combatida por todos. O usuário deve ser tratado como doente grave. Deveríamos, todos, estarmos unidos contra as drogas.

Expandir +comentar
Carmem Brendler
Carmem Brendler (Cachoeira do Sul) em 18.07.2018 10h48
Conteúdo: "Prefeitura quer impugnar sentença do piso nacional do magistério"
MENTIRA

Não minta Sr. Bonini, Tarso, também, não pagou o piso.

+comentar
Edson Bonine
Edson Bonine em 18.07.2018 07h58
Conteúdo: "GG enfrenta um déficit milionário"
Amargor

Ahhhhh mas não escutei que o prefeito é amigo do peito do Eliseu Quadrilha, do Darcísio Perondi?
Que tem as portas dos ministérios em Brasilia abertas?
Bom para quem apoiou o impedimento da presidente Dilma, deve ser com amargor que esta vivenciando esta situação caótica que os golpista mandaram o Brasil;
Politicamente um fracasso municipal, pois sem uma diretriz firme, fica sem rumo.

Expandir +comentar
Edson Bonine
Edson Bonine em 18.07.2018 07h58
Conteúdo: "Prefeitura quer impugnar sentença do piso nacional do magistério"
Piso

O pagamento do piso nacional é algo fundamental para qualquer administração.
O governo Tarso, sempre pagou o piso nacional enquanto foi governador. A lógica jurídica é simples, para os professores do nível I, pagava o complemento salarial. Deu, é isso que diz a lei, o pagamento do piso no básico, é um reivindicação justa e merecida, mas deve ser conquistada politicamente.
Para não haver defasagem salarial do magistério, como vem acontecendo no governo Sartori, o governo Tarso estendia o mesmo índice de reajuste do piso, para todo o magistério, em 4 anos foi 74,36 % de reajuste.
Que a administração municipal se espelhe no melhor governo que RS teve, na última década.

Expandir +comentar
Jose Gilnei Machado Rodrigues
Jose Gilnei Machado Rodrigues (Cachoeira do Sul) em 17.07.2018 22h16
Conteúdo: "Prefeitura quer impugnar sentença do piso nacional do magistério"
ABSURDO - ADMINISTRAÇÃO INCOMPETEMTE

Que absurdo uma coisa destas, os vereadores vem avisando desta possibilidade de parcelamento desde o ano passado, principalmente o vereador Itamar Luz, e agora colocam a culpa nos professores que tiveram seus direitos legitimos reconhecidos pela justiça e como se não bastasse querem usurpar este direito, é pura falta de administração deste governo incompetente. E o dinheiro que pagam por ano em midia para jornal ajudaria muito nesta situação, sr Prefeito reveja seus atos e não sacrifique mais os funcionarios publicos, e tente ser um administrador competente pois nossa cidade esta um caos, se o povo acompanhasse as reuniões da camara ficaria bem a par da nossa situação, aonde a grande maioria dos pedidos de nosso vereadores por melhorias na nossa cidade não são nem sequer analisados pelo municipal. É UMA VERGONHA, ACORDA POVO CACHOEIRENSE.

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 17.07.2018 22h16
Conteúdo: "Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 - CAZO"
Há exatos 100 anos, segundo a História que não esquece...

Hoje, há exatos 100 anos, em Ecaterimburgo, a Família Real Russa era assassinada por ordem de Vladimir Ilitch Lenin.
Naquele dia foram assassinados o Czar Nicolau II, a Czarina Alexandra, o Czarevich Alexei e as Grã-Duquesas Olga, Tatiana, Maria e Anastasia. Homicídio, infanticídio e feminicídio, se, chances de defesa, sem julgamento e sem chororô dos esquerdopatas de plantão...Seletivamente esquecidos certos "pequenos excessos" e pecadinhos da ideologia macabra, que levou já mais de cem milhões à morte e alguns bilhões à miséria... Pobre Capitão!

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 17.07.2018 18h59
Conteúdo: "Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 - CAZO"
A História não esquece...

Qualquer estudante de meia pataca da História consegue ver o que foi combatido em 64... Só idiotas e canalhas ainda insistem em seletividade e em negar o lado podre de sua ideologia funesta e imunda. Mas facistóides peçonhentos insistem em deturpar os fatos, em prol de sua doença genocida e hedionda. Destilam pestilência e contaminam a sociedade com a sua peçonha. São hipócritas, demagogos, os piores cegos: não querem ver. Mas a História não esquece, nem perdoa!
Aulinha básica de hoje: O covarde assassinato e tortura do jovem Tenente Mendes, executado pelo grupo de Lamarca, hoje tido como herói por vermes revisionistas.
Após emboscarem um grupo de policiais precariamente armados, o grupo guerrilheiro de Lamarca, composto de 7 integrantes, leva o Tenente Alberto Mendes Júnior, que se entregara voluntariamente como refém, em troca de deixarem em paz os PMs feridos na ação, eis que o "Tribunal Revolucionário executa o tenente Mendes, da seguinte forma covarde e cruel: Nesse contexto, Edmauro e Nóbrega se perderam e se afastaram definitivamente do grupo de Lamarca. Edmauro foi preso no dia 10 de maio e Nóbrega no dia 11. Naquele momento, o grupo passara a ser o grupo dos cinco. Lamarca ficou indignado com o tenente Mendes, porque este não o avisou da barreira na entrada de Sete Barras, culpando-o pelo desaparecimento de Edmauro e de Nóbrega. Continuaram a andar pela mata. O tenente os atrasava na marcha, pois tinha de ser constantemente vigiado. Além disso, era mais um para comer. Depois do entrevero em Sete Barras, já haviam andado um dia e meio. No início da tarde do dia 10 de maio de 1970, pararam para descanso. Ariston e Gilberto ficaram tomando conta do prisioneiro. Lamarca, Fujimore e Sobrosa afastaram-se e formaram o “Tribunal Revolucionário”. Decidiram que o tenente seria “justiçado”.
Dada a sentença, os três retornaram. Acercando-se por trás do oficial,Yoshitame Fujimore desfechou-lhe violentos golpes na cabeça, com a coronha do seu fuzil. Caído e com a base do crânio partida, esse bravo oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo gemia e contorcia-se em dores. Foi quando Diógenes Sobrosa de Souza desferiu-lhe outros golpes na cabeça, esfacelando-a.
Ali mesmo, numa pequena vala e com seus coturnos ao lado da cabeça esmagada, o tenente Mendes foi enterrado em cova muito rasa. Seu corpo só seria localizado 4 meses depois."
“Ao assinar o ato que deu o nome de Capitão Alberto Mendes Júnior ao Grupo Escolar de Vila Galvão, onde estudou o oficial morto, o governador Abreu Sodré destacou: ‘a humana compreensão do valor de vida, expressa pelo 2º tenente de polícia militar Alberto Mendes Júnior, que se entregou como refém aos terroristas-guerrilheiros, para salvar a vida de seus comandados; seu acendrado patriotismo, ao morrer em defesa da democracia e das liberdades constitucionais, nas mãos cruéis de seus algozes que lhe mutilaram o corpo, em assassinato frio e desumano; sua vida dedicada à corporação, aos seus subordinados, à disciplina militar e à hierarquia funcional, representa exemplo histórico para a juventude e, sobretudo, aos jovens estudantes de nossas escolas.”
Em setembro de 1970, a VPR tentou justificar o assassinato do tenente Mendes em um comunicado intitulado “ao povo brasileiro”, do qual foi extraído o seguinte trecho:
“... A sentença de morte de um tribunal revolucionário deve ser cumprida por fuzilamento. No entanto, nos encontrávamos próximos ao inimigo, dentro do cerco que pôde ser executado em virtude da existência de muitas estradas na região. O ten Mendes foi condenado a morrer a coronhadas de fuzil, e assim o foi, sendo depois enterrado.”
Hoje, passado tanto tempo, será que professores ensinam aos seus alunos valores e o exemplo do Tenente Mendes? Será que têm compromisso com a Verdade´, ou a sufocam em nome de sua ideologia demoníaca? La pergunta...

Expandir +comentar
Edson Souza
Edson Souza (Cachoeira do Sul) em 17.07.2018 11h52
Conteúdo: "Smed tenta reverter desastre em leitura na rede municipal"
Pegando o gancho

No ensino médio das escolas estaduais a cada governo que passa, de qualquer partido, são criados mecanismos para aumentar os índices de aprovação independentemente da aprendizagem real. Atualmente os alunos são medidos por área. Na área das Linguagens, para citar um exemplo, o aluno pode não conseguir média em Português, mas se for bom na Educação Física e nas Artes, está aprovado. E assim acontece nas demais áreas, o aluno "esperto" dribla a avaliação. Pessoalmente gosto das palavras de Roberto Shinyashiki: “Na hora da verdade ninguém engana a vida. É possível enganar o professor, os pais... mas enganar a vida é impossível. Na hora da verdade a vida se encarrega de por todas as pessoas no seu devido lugar.”

Expandir +comentar
Rosalvo Lourenço
Rosalvo Lourenço (Brasília) em 17.07.2018 11h17
Conteúdo: "Smed tenta reverter desastre em leitura na rede municipal"
ESPANTO?

O resultado era previsível.
Em um país que tem Paulo Freire como Patrono da Educação. Um sujeito estúpido que se julgava grande pedagogo.

Um país em que professores, em vez de ensinar, preferem doutrinar ideologia de gênero.

Um país no qual a esquerda comanda. Francamente.

Por que de toda esta indignação?

Expandir +comentar
Jorge  Silva
Jorge Silva (Porto Alegre) em 17.07.2018 09h15
Conteúdo: "Brigada Militar apreende 17 redes e 186 quilos de peixe"
Pescaria

Dá para entender pelo menos um pouco o strees da vida nos dias atuais, hoje não se pode mais nem dar uma "desopilada" pescando, uma vez por ano que seje (só nas férias).

Expandir +comentar
Rosangela Cardoso
Rosangela Cardoso (Cachoeira do Sul) em 17.07.2018 08h32
Conteúdo: "Mulheres rurais do Taboão aprenderam os segredos das plantas medicinais e aromáticas"
Admiração

Admiro muito o trabalho desenvolvido pela EMATER, um trabalho de respeito a cultura, carinho e conhecimento. Parabéns a todas e todos.

Expandir +comentar
Luis Angelito Miguel
Luis Angelito Miguel (Cachoeira do Sul) em 16.07.2018 23h39
Conteúdo: "Caixa Aqui foi arrombado no Centro"
Correspondente bancário

As lotéricas também são correspondentes bancário da Caixa, e nenhuma delas tem guardas, portas giratórias, ficando sujeitas a assaltos inclusive enquanto houver longas filas de clientes.
O mesmo acontece com os correspondentes bancário do Banrisul.

Expandir +comentar
Vitor Hugo Bachmann Vargas
Vitor Hugo Bachmann Vargas (Montenegro) em 16.07.2018 22h32
Conteúdo: "Smed tenta reverter desastre em leitura na rede municipal"
Educação da Amizade

Esperar o que da educação em Cachoeira, onde no processo de seleção para monitores esse ano professores formados, não foram aceitos porque não foi colocado o diploma de ensino médio, como que um professor que estudou quatro anos na universidade entrou sem ensino médio, esses mesmos professores poderiam auxiliar na aprendizagem mesmo sendo monitores, e pior de tudo ainda classificaram pessoas com ensino médio....não espero mais nada em Cachoeira.

Expandir +comentar
Francisca gonçalves
Francisca gonçalves (Cachoeira do Sul) em 16.07.2018 22h32
Conteúdo: "Smed tenta reverter desastre em leitura na rede municipal"
LEITURA

CHOCADA COM ISSO. ESTOU ME SENTINDO MUITO MAL .NÃO DÁ PARA GENERALIZAR É RESULTADO DE É UMA CONSEQUÊNCIA DE ERROS.

+comentar
Rosalvo Lourenço
Rosalvo Lourenço (Brasília) em 16.07.2018 20h43
Conteúdo: "Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 - CAZO"
NECROFILIA

A professora Renate adora um cadáver. Fica remoendo fatos tristes do passado, seletivamente.

Acredito que ela tenta a todo custo se enganar, acreditando no socialismo fracassado que sempre foi seu guia espiritual e acadêmico.

Quanto às mortes e torturas praticadas pela esquerda, nem um pio.

Triste, muito triste!

Expandir +comentar
Tailor Johann
Tailor Johann (Cachoeira do Sul) em 16.07.2018 20h43
Conteúdo: "Smed tenta reverter desastre em leitura na rede municipal"
São apenas consequencias

É muito interessante ver o espanto quanto a este assunto. É apenas uma consequência de anos de erros de nossos governantes e quem os servem, neste caso o ministério, e as secretarias de educação. Durante anos a grande preocupação foi e é a de passar os alunos de ano a todo o custo, não importando se realmente estão preparados para uma nova etapa. Não rodar é a regra, e coitado do professor que não passar. Diante dessa realidade os próprios alunos não estão nem aí, pois sabem que de uma maneira ou de outra vão estar aprovados. Essa é a realidade de pessoas que dizem educar, melhor dizendo, ensinar, pois educação quem dá são os pais, e fique claro que não estou falando dos professores e sim das pessoas, gostaria de dar outro adjetivo, mas não ficaria bem aqui, que mandam e desmandam e não escutam quem realmente está na ponta desta tarefa, que são os professores. Muitas destas pessoas que dizem entender alguma coisa de educação, mas são apenas teóricos baratos que querem apenas se promover, visto que cada porcaria de governo que se estabelece é uma nova porcaria que inventam. Em qualquer lugar deste mundo, em qualquer coisa que se faça, você só vai conseguir conquistar alguma coisa se for por mérito, for bom no que faz, mas na escola as coisas não são assim. Poderia escrever um livro argumentando.Qualquer indivíduo com o mínimo de educação e conhecimento sabe o que tem de errado, então como pessoas que se dizem entendidas no assunto não sabem, ou tem a cara de pau de dizer isso? Simples, é apenas investir na educação, boas escolas,em bons professores, ouvindo o que eles, os professores, tem a dizer, e não só ouvir, mas implantar mudanças, ser mais rigorosos, grande exemplo é o Japão, não sabe não passa de ano. É assim que se ensina para a vida, ninguém vai dar vaga de trabalho pra quem não aprendeu nada na escola. Esse é um assunto que gera muita indignação e polêmica com os governantes e o povo em geral, mas esse é o Brasil, tudo vai de qualquer jeito, depois estão bancando de surpreendidos com a situação. Balela.

Expandir +comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 16.07.2018 09h45
Conteúdo: "Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 - CAZO"
Enquanto isso lá em Cuba,

A ex-presidente 'impitimada' continua nos brindando com sua inteligencia com suas frases de efeito: Lula só continua preso porque ainda não foi solto kkkkkk!

Expandir +comentar
Lecino  Ferreira
Lecino Ferreira (Chácara) em 16.07.2018 08h17
Conteúdo: "França é bicampeã mundial com 4 a 2 sobre a Croácia"
MAS HEIN...?

Equipe FRANCO-AFRICANA é bi-campeão do torneio Mundial da FIFA.

OBS.: Alguém conhece algum time de futebol do Qatar? Vai te CATAR FIFA.

Expandir +comentar

Veja os conteúdos mais comentados hoje do Jornal do Povo.

Prefeitura quer impugnar piso dos professores
1 comentários +comentar

Veja os conteúdos mais comentados durante a semana do Jornal do Povo.

Smed tenta reverter desastre em leitura na rede municipal
5 comentários +comentar
Prefeitura quer impugnar sentença do piso nacional do magistério
4 comentários +comentar
Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 - CAZO
4 comentários +comentar
Caixa Aqui foi arrombado no Centro
3 comentários +comentar
Quinta-feira, 12 de Julho de 2018 - CAZO
3 comentários +comentar
Prefeitura quer impugnar piso dos professores
1 comentários +comentar
O grande vencedor da Copa
1 comentários +comentar
GG enfrenta um déficit milionário
1 comentários +comentar
Brigada Militar apreende 17 redes e 186 quilos de peixe
1 comentários +comentar
Mulheres rurais do Taboão aprenderam os segredos das plantas medicinais e aromáticas
1 comentários +comentar
França é bicampeã mundial com 4 a 2 sobre a Croácia
1 comentários +comentar
Segunda balsa começou a funcionar neste domingo
1 comentários +comentar
O abraço à Catedral
1 comentários +comentar
Motorista bateu carro no bloqueio da Ponte do Fandango
1 comentários +comentar
Deficiente visual agradece piso antiderrapante que ganhou de líder comunitário
1 comentários +comentar
Novo guincho aguarda só por vistoria do Detran
1 comentários +comentar
Ação popular contra o 13º dos vereadores próximo do fim
1 comentários +comentar

Veja os conteúdos mais comentados do Jornal do Povo.

Dilma e Aécio aparecem empatados em segundo turno
787 comentários +comentar
Fundador do PT de Cachoeira diz que Mensalão nunca existiu
714 comentários +comentar
Manifestação anti-Dilma volta no dia 12
510 comentários +comentar
Dilma e Marina estão empatadas com 34% na pesquisa Datafolha
296 comentários +comentar
Movimento do Bolo mostrou as dificuldades financeiras das prefeituras
274 comentários +comentar
Cachoeira na caminhada contra o PT
206 comentários +comentar
Dilma é reeleita na disputa mais apertada da história
190 comentários +comentar
Dilma e Aécio estão iguais
187 comentários +comentar
Tarandine morre em acidente de trânsito em Caxias do Sul
167 comentários +comentar
Mobilização contra Dilma reúne 150 pessoas em Cachoeira do Sul
160 comentários +comentar
FUMO E MEIO AMBIENTE
158 comentários +comentar
Vexame das arábias
154 comentários +comentar
Empresário mata cão de vizinha com enxadada na Vila Verde
146 comentários +comentar
Protesto anti-Dilma no domingo será a pé
139 comentários +comentar
Pesquisa do Datafolha aponta Dilma com 34%, Aécio 19% e Campos 7%
131 comentários +comentar
Comandante da Brigada estimou o público do protesto
126 comentários +comentar
Partido dos Trabalhadores completa 36 anos nesta quarta-feira
123 comentários +comentar
Cidade perde representação
123 comentários +comentar
Novo Fora, Dilma começa a ser organizado para o dia 16
122 comentários +comentar
Será que não existe nada de totalmente errado no mundo?
120 comentários +comentar

Guiafone

Quer seu número no Guiafone JP?

É muito fácil inserir seus dados de contato no GuiaFone. Clique em uma das opções abaixo.

Cadastro Residencial Cadastro Comercial Mais informações
Entre em contato pelo email
guiafonejp@jornaldopovo.com.br
Ou ligue para
(51) 3722-9634

JP no Facebook