Grupo Vieira da Cunha

Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 15 / Max 19 +mais

JP NA COPA 2006 no Fórum do Leitor

Paulo Gomes de Freitas
Paulo Gomes de Freitas (Porto Alegre)
comentou sobre "O fim de uma geração".
Copa do Mundo

Parabéns aos editores do Jornal do Povo na Copa. Os internautas que acessam o JP estão sendo bem informados, a respeito dos acontecimentos do evento. Ressaltamos a imparcialidade dos colunistas e colocação verdadeira do motivo da derrota da seleção brasileira. Reconhecemos o fracasso por ter, a seleção, sido mal escalada, jogadores desmotivados, sem condições técnicas e físicas, endeusamento dos aplicadores de “elásticos” e “pedaladas”. Perder faz parte do jogo, mas se acovardar é falta de patriotismo.
Paulo Gomes de Freitas
Aposentado – Porto Alegre/RS

Comente esta notícia Expandir
Paulo Gomes de Freitas
Paulo Gomes de Freitas (Porto Alegre)
comentou sobre "O dia da desforra chegou".
Copa do mundo

Embora, eliminada da copa a seleção Argentina recebe elogios da torcida e da imprensa com as manchetes "O sonho acabou a dignidade não" e outras expressões de orgulho. Os torcedores brasileiros estão frustrados e envergonhados pela medíocre apresentação dos nossos “galácticos”. Conseguimos enganar na 1ª fase, mas na segunda a verdade prevaleceu, fomos para a Alemanha para bater recordes: Cafu, número de partidas; Ronaldo Nazário, ser o goleador; Ronaldo Gaúcho, desmoralizar os adversários com a jogada “elástico”; Robinho, “pedalar”; Kaka. Ser eleito o mais belo e Zagado, pela mudez e passividade. Alguns, até atingiram seus objetivos, mas o maior troféu que ganharam foi o do fracasso pela covardia e falta de patriotismo.
Paulo Gomes de Freitas
Aposentado – Porto Alegre/RS

Comente esta notícia Expandir
GILE RIAN G. THOMA DE VARGAS
GILE RIAN G. THOMA DE VARGAS (Porto Alegre)
comentou sobre "O dia da desforra chegou".
A seleção entrou em campo???

A mediocridade e apatia de nossas estrelas somados a falta de inteligência de nosso técnico resultaram na derrocada desclassificação do Brasil na Copa da Alemanha. Mas será que alguém, vendo sob a luz da razão, desprovendo-se da paixão pelo futebol que nos é peculiar e que nos afasta muitas vezes da verdade, realmente acreditou que seríamos campeões????
Desde o primeiro jogo nossas estrelas não brilharam e o conjunto não funcionou. A grande mídia, tendenciosa e sensacionalista, buscou o tempo todo criar desculpas mal formuladas e estúpidas para o desempenho de nossa seleção ocultando a grande verdade, ou seja; a falta de garra e empenho de nossos jogadores associada a ineficiência de um time bilionário que em campo com a camiseta de seu país foi muito pobre, eu diria miseravelmente pobre em seu futebol. Faltou amor a camiseta, faltou amor ao BRASIL. A França não mereceu ganhar, mas o Brasil sim, pelo seu medíocre futebol mereceu perder. Não entrou em campo, melhor tivesse ficado no Hotel.
Perder faz parte da luta, mas não lutar é covardia. E o Brasil, em campo, não lutou.

Comente esta notícia Expandir
GILE RIAN G. THOMA DE VARGAS
GILE RIAN G. THOMA DE VARGAS (Porto Alegre)
comentou sobre "E agora, Parreira?".
Rumo ao Hexa.

No país do futebol e do mensalão tudo pode acontecer, insurportável seria ao nosso povo, ver a turma do Parreira voltar para casa sem a taça do Hexa na mala. O Brasil, em dia de jogo, pára. Nossa economia, pára. Brasília, sempre, pára. Até nossa gloriosa Varig pelo que vejo, vai parar. Nós brasileiros esperamos degustar uma grande participação da seleção canarinho nesta reta final da copa mas desejamos do fundo de nosso sofrido coração que na Alemanha, ao contrário do que acontece em Brasília, não acabe tudo em pizza e que assim não tenhamos que saborear o indigesto e já tão conhecido gosto da decepção. Avante seleção, o teu povo precisa ser feliz.

Comente esta notícia Expandir
Eva Isabel Bredow
Eva Isabel Bredow (Novo Cabrais)
comentou sobre "Ronaldo, o centro das atenções".
O título da matéria deveria ser outro: Ronaldo o centro das decepções

Alguém que esta doente precisa se tratar. O Brasil, apaixonado por futebol vai acabar ficando doente, portanto o Parreira que tenha coragem de deixar o Ronaldo de fora de todos os jogos em favor da nossa nação.

Comente esta notícia Expandir
Acesse o Fórum do Leitor

Colunistas

Paulo Sanmartin

Paulo Sanmartin

SI VIS PACEM, PARA BELLUM
Francisco Bastos

Francisco Bastos

Órfãos da terra