Grupo Vieira da Cunha

Nublado

Tempo hoje

Min 16 / Max 22 +mais
10/05/2019 - 09h59

A morte pela boca

Quem matou Adolf Hitler? As circunstâncias que cercam a morte do líder nazista constituem até hoje um enigma e são debatidas desde 1945, quando a Segunda Guerra caminhou para seu final. “Um banquete para Hitler” (Editora Gutenberg, 299 páginas, R$ 44,90), de V. S. Alexander, unindo História e ficção, dá uma resposta sobre esta questão tão polêmica.

O livro conta a história de Magda Ritter, uma das quinze mulheres que viveram na época e que provavam a comida de Hitler, que era obcecado com a possibilidade de ser envenenado pelos aliados ou por traidores dentro de seu círculo pessoal. O livro mostra os extremos de privilégio e opressão sob a ditadura do Führer, expondo os dilemas morais da guerra em uma história emocionante, cheia de atos de extraordinária coragem em busca de segurança, liberdade e vingança.

O periódico “RT Book Reviews” assim escreveu sobre o livro: “Alexander arrasta os leitores para uma ficção diferente sobre a Segunda Guerra Mundial, explorando o círculo interno no esconderijo de Hitler através dos olhos de uma jovem alemã. Alexander transforma deliberadamente o que poderia ser um retrato tenso daquela época em uma imagem tranquila do estilo de vida bucólico. Certamente este livro é uma recriação interessante de um momento-chave na História.”

Publicidade




Magda Ritter, hoje viúva e sem filhos e morando sozinha, diz no livro que ninguém, a não ser seu marido, soube o que fez. Mas os segredos que guardou por anos resolveu libertar porque os pesadelos rondavam seu sono. “Minha história precisa ser contada; às vezes, a verdade me oprime e apavora, como se eu estivesse caindo em um poço escuro sem fim,” diz ela.

Estudante de História com um forte interesse pela música e pelas artes visuais, V. S. Alexander é um pseudônimo. Vive na Flórida e este foi o seu segundo romance histórico. O outro foi “As garotas madalenas”.

 

Trecho:

“Adeus, meu amor.”
Antes que eu pudesse reagir, ela tinha uma cápsula em
sua boca. O vidro se quebrou entre seus dentes e um suspiro metálico, como o som de uma grade se fechando, escapou de seus lábios. Seu rosto se contorceu e ela ergueu as pernas contra o peito involuntariamente por causa da dor. O odor de amêndoas amargas encheu a sala. Eva Braum morreu congelada sobre o sofá, como se de repente tivesse sido mortalmente atingida por algum poder divino.
Caminhei para a mesa e peguei ambas as pistolas.
Apontei uma para a cabeça de Hitler e disse:
“Estou aqui para dar a você uma morte honrada. Você
está certo. Não há saída.
Hitler fez um movimento para a frente e depois deixou
o corpo cair novamente contra o sofá.
Meu corpo tremia tão violentamente que deixei cair a
outra arma perto do sofá. Segurei a pistola restante com ambas as mãos e fiz pontaria.
“Você acha que é poderoso, mas é um covarde.”
“Estou longe disse.” Ele me olhou de soslaio.
“Agora me mate.”

(página 269)

 

MAIS VENDIDOS I

No mês de abril de 2019, segundo apuração da revista virtual PublisNews, a principal novidade é a mudança da primeira colocação entre os mais vendidos. “A sutil arte de ligar....”, que já vinha dando sinais de esgotamento, caiu de primeiro para o segundo lugar, despencando de 43.979 para 29.722 exemplares agora. Assumiu a vanguarda “O milagre da manhã”, que aparecia cada vez mais forte. Quase alcançando os dois está “O poder oculto”, do padre Reginaldo Manzotti, que nem figurava entre os dez mais de fevereiro, apareceu com 14.939 em março (sexta colocação) e pulou agora para o terceiro lugar, com 22.042 exemplares. Briga feia para os próximos meses.

 

MAIS VENDIDOS II

É a seguinte a lista dos dez mais de abril de 2019:

1º. “O milagre da manhã” 29.957
(Hal Elrod)

2º. “A sutil arte de ligar o foda-se” 29.722
(Mark Manson)

3º. “O poder oculto” 22.042
(Padre Reginaldo Manzotti)

4º. “Seja foda!” 17.681
(Caio Carneiro)

5º. “Brincando com Luccas Neto” 15.585
(Luccas Neto)

6º. “A cinco passos de você” 13.435
(Rachael Lippincott/Mikki Daughtry/Tobias Laconis)

7º. “Me poupe!” 12.631
(Nathalia Arcuri)

8º. “O poder da ação” 11.701
(Paulo Vieira)

9º. “Do mil ao milhão” 11.231
(Thiago Nigro)

10º. “O poder da autorresponsabilidade” 10.995
(T. Harv Eker)

 

Leituras:

“Como uma velha árvore,
desmantela-se a vida do poeta.
. Versos envelhecem,
perdem a resistência
e caem.
O inverno rigoroso,
ajuda a findar
a pouca energia restante.
Agora é difícil
a distinção entre o vivo
e o morto,
tudo ficou imóvel.
Com o despertar da primavera,
mais uma vez a natureza
dá prova da sua perfeição.
Brotam folhas,
versos,
flores,
brota a vida....”

(Tales Machado Altoé, em “Poetas do Vale 4” página 98, lançado em 1995).

 

Rodapé:

Os números não são nada bons: conforme o mais recente relatório da Associação Nacional de Livrarias, apresentando a evolução das vendas de livros em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento, houve nova queda de vendas e de faturamento. No mês de março, foram vendidos 3,6 milhões de exemplares mas em igual período de ano passado foram 4,9 milhões. No acumulado do ano a perda em vendas já é de 23,7 por cento, caindo de 16 milhões de unidades para 12,2 milhões.

 

Destaques:

MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS

Autora: Clarissa Pinkola Estés 

Medo, depressão, fragilidade, bloqueio e falta de criatividade são sintomas cada vez mais frequentes entre as mulheres modernas, assoberbadas com o acúmulo de funções na família e na vida profissional. O problema,segundo a autora, não é recente e veio com o desenvolvimento de uma cultura que transformou a mulher numa espécie de animal doméstico. O livro busca identificar a essência da alma feminina, sua psiquê instintiva mais profunda com o arquétipo da mulher selvagem. Clarissa Estés é intelectual de renome internacional, poetisa premiada e psicanalista junguiana.

Editora Rocco. 574 páginas. R$ 69,90.


A TUMBA

Autor: H. P. Lovecraft 

Reúne histórias exemplares dos variados estilos de narrativa que tornaram este escritor norte-americano um dos autores cult mais apreciados em todo o mundo. “A tumba” é um conto clássico de horror, misturando fantasia gótica, sobrenatural e personagens à beira da loucura. Lovecraft escreveu vários livros mas só fez sucesso como escritor após sua morte, em 1937.

Editora L & PM Pocket. 212 páginas. R$ 19,90. 

(Com a colaboração de Viveiro Cultural)

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

Postagens mais recentes de Blog dos Livros

mais postagens de Blog dos Livros

JP no Facebook