Grupo Vieira da Cunha

Encoberto

Tempo hoje

Min 17 / Max 24 +mais
08/03/2019 - 08h39

Apaixone-se

O ano é 1965. Iowa, cidade no interior dos Estados Unidos, parece estar ainda mais quente no verão. Francesca, uma mãe de família que leva uma vida pacata no campo, não espera nada além do retorno dos filhos e do marido. Mas sua tranquilidade será interrompida pela chegada de Robert, um fotógrafo de espírito aventureiro que recebeu a missão de registrar as belíssimas pontes de Madison Country. 

Francesca e Robert se apaixonam e demonstram que o valor das coisas está realmente na intensidade que elas carregam e não no tempo que duram. Os dois vivem uma paixão intensa e avassaladora, sem ter como voltar atrás. A história é contada em “As pontes de Madison” (Editora Gente, 190 páginas, R$ 29,90), de Robert James Waller, que teve edição comemorativa pelos 20 anos do filme baseado no livro, e fala exatamente sobre a intensidade do amor verdadeiro envolvendo pessoas maduras que vivem juntas dias verdadeiramente extraordinários.

O filme foi dirigido por Clint Eastwood e teve ele próprio no papel principal, juntamente com Meryl Streep como Francesca. Nos Estados Unidos, o filme arrecadou 10 milhões de dólares durante o primeiro fim de semana nos cinemas, tornando-se um dos maiores sucessos de bilheteria com 182 milhões de dólares de faturamento.

Publicidade




Robert James Waller, autor do livro, foi professor universitário quando mais jovem. Apaixonado por fotografia, música, economia e matemática, escreveu também “A Thousand Country Roads,” best-seller do The New York Times, que foi o epílogo de “As pontes de Madison”.

O livro foi publicado quando James Waller tinha 52 anos. No início não recebeu o aplauso da crítica, mas logo milhões de leitores deixaram-se tocar pela história que vendeu mais de 50 milhões de cópias, sendo traduzido em mais de 40 línguas. Com o sucesso literário, impulsionado ainda pela impressionante bilheteria do filme, o escritor retirou-se para um rancho no Texas, onde continuou escrevendo.

Morreu em 10 de março de 2017, aos 77 anos. Graças ao livro, as pontes de Madison ficaram famosas no mundo inteiro e centenas de casais até hoje escolhem o lugar para celebração de casamento por causa da história de amor entre Francesca e Robert.

 

Trecho:

“Ele lhe trazia uma sensação tão boa. Ela queria que aquilo durasse para sempre. Mais canções antigas, mais dança, mais do corpo dele junto ao dela. Francesca tinha voltado a ser mulher. Havia espaço para dançar, outra vez. De um modo lento e incessante, ela estava retornando para casa, para um lugar onde nunca mais estivera.
Estava quente. A umidade do ar estava elevada e os
trovões rugiam à distância, no sudeste. As mariposas pousavam nas telas, procurando as velas, assediando o fogo.
Agora, ele estava caindo para dentro dela. E ela para
dentro dele. Ela afastou o rosto do dele, procurou-o com olhos inebriados e ele a beijou. E ela retribuiu o beijo.
Um beijo demorado e suave, um rio de beijo.”

(página 120)

 

MAIS VENDIDOS I

Saiu a lista dos mais vendidos do mês de fevereiro de 2019, segundo apuração da revista virtual PublisNews, e a colocação dos dois primeiros é a mesma de janeiro. “A sutil arte de ligar o foda-se”, de Mark Manson, lidera. O autor propõe um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente de nossos limites. “O milagre da manhã”, de Hal Elrod, o segundo colocado, também no campo da auto-ajuda, explica os benefícios de acordar cedo e desenvolver todo o nosso potencial e as nossas habilidades. Segundo o autor, a mudança de hábitos e a nova rotina matinal vão proporcionar melhoras significativas na saúde, na felicidade, nos relacionamentos, nas finanças e na espiritualidade.

 

MAIS VENDIDOS II

É a seguinte a lista dos dez mais de fevereiro de 2019:

1º. “A sutil arte de ligar o foda-se” 40.340
(Mark Manson)

2º. “O milagre da manhã” 24.044
(Hal Elrod)

3º. “Me poupe!” 15.751
(Nathalia Arcuri)

4º. “Seja foda!” 14.474
(Caio Carneiro)

5º. “O poder da ação” 10.476
(Paulo Vieira)

6º. “As aventuras na Netoland com Luccas Neto” 10.362
(Luccas Neto)

7º. “O poder do hábito” 9.307
(Charles Duhigg)

8º. “Este não é mais um livro de dieta” 8.817
(Rodrigo Polesso)

9º. “Aprendizados” 8.740
(Gisele Bündchen)

10º. “Os segredos da mente milionária” 8.627
(T. Harv Eker)

 

Leituras:

“Eu te olhava, tu me olhavas,
com um olhar só de ternura,
e eu lia nos teus olhos
uma verdade tão pura.
E ciumento, perguntei:
Tu não terás outro bem?
E tu cruzando os dedinhos
disseste: os meus carinhos
É só teu e de mais ninguém.”

(Dimas Costa, em “Carta à mãe natureza” página 81, lançado em 1979).

 

Rodapé:

Chama-se “Justiça a qualquer preço” (Editora Arqueiro, 336 páginas, R$ 39,90) o mais recente lançamento do conhecido escritor best-seller John Grisham, que está chegando às livrarias. Conta a história de Mark, Todd e Zola, que ingressam na Faculdade de Direito porque pretendiam mudar o mundo e torná-lo um lugar melhor de viver. Com o tempo, descobrem que há um golpe em curso na própria faculdade envolvendo os donos da instituição. Com isto, precisam bolar uma forma de se formar, exercer a profissão e entrar em uma batalha que terá um preço muito alto a ser pago.

 

Destaques:

BRINCAR, CLICAR, AMAR

Autor: Giselle Sauer

O livro não se propõe a ser um guia de poses, nem um manual de regras para fotógrafos. Não há explicações sobre como regular uma câmera ou usar a luz. Segundo a autora, na obra o leitor vai encontrar muitas reflexões sobre a fotografia de família e algumas ideias de como registrar os melhores momentos dos seus filhos.

Editora Belas Letras. 156 páginas. R$ 59,90.


WILL & WILL –UM NOME, UM DESTINO

Autores: John Green e David Levithan

Amor adolescente, intriga, raiva, sofrimento e amizade. Tudo isto temperado com doses maciças de comédia. Este é o universo de Will & Will, dois adolescentes que dividem o mesmo nome e, aparentemente, apenas isso os une. Um é amigo do mais expansivo gay de sua escola. O outro precisa explicar à própria mãe sua orientação sexual. Os autores são conhecidos best-sellers, especialmente John Green, que escreveu “A culpa é das estrelas”, entre outros sucessos.

Editora Galera. 348 páginas. R$ 34,90.     


(Com a colaboração de Viveiro Cultural) 

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

Postagens mais recentes de Blog dos Livros

mais postagens de Blog dos Livros

JP no Facebook