Grupo Vieira da Cunha

Trovoadas esparsas

Tempo hoje

Min 16 / Max 26 +mais
01/03/2019 - 09h54

Mundo de contrastes

Marcos Torres é conhecido escritor de poesia e prosa. Autor dos livros “Poesia Metafísica”, “O andarilho”, “El caminhante”, “Corvos e maltrapilhos” e “Chão Arejado”, trabalha com literatura e artes visuais. Acaba de lançar, pela Editora Penalux, “Cores de Indochina”, com 224 páginas, uma narrativa que mistura histórias de dores, perdas, memórias e esperanças em um cenário de uma cultura impar e cheia de contrastes. 

O protagonista chama-se Thoth Zehuti, um filósofo e professor deslocado no mundo, um andarilho errante que se dirige para o Vietnã, Camboja e Tailândia, atraído pelos contrastes de sua cultura milenar, em meio a uma natureza exuberante e um povo historicamente reprimido e sofrido.

Marcos Torres, por meio do protagonista, também assombra-se com o visível contraste com o Ocidente, que se impõe com seu poder tecnológico, velocidade de informações, frenesi em torno de uma sociedade de consumo, e o ritmo mais lento dos trabalhadores nos campos de cultivo de arroz, na Indochina. Neste quadro, o protagonista sente-se inquieto ao refletir sobre o destino da humanidade em vários aspectos: político, religioso, ideológico e cultural.

Publicidade




Uma leitura envolvente, conforme diz Kyanja Lee, que faz a apresentação da obra, “que nos faz perceber que a vida nem sempre é uma sequência cronológica de eventos e acontecimentos, tal como queremos.”

Contando histórias e apresentando cenários da região, o autor refere, em relação ao Vietnã, que este ocupa a península da Indochina dentro dos trópicos, situando-se a onze graus ao norte do Equador, e faz fronteira com a China, o Laos e o Camboja. Seu litoral se estende por 3.260 quilômetros desde o Mar da China Meridional até o Golfo de Tonquim. Com uma população diversificada de quase 84 milhões de habitantes, o país é dividido em 59 províncias e cinco municípios. E embora Hanoi seja a capital, a cidade de Ho Chi Minh comanda a economia nacional.

 

Trecho:

“É. Se você ainda não sabia, então fique sabendo agora: os norte-americanos, junto com o Khmer Vermelho, também invadiram o Camboja, deixando miséria e pobreza por todo lado. Assassinaram milhares de professores, médicos e monges budistas. Naqueles tempos tenebrosos, a sabedoria, tal como agora, também causava inimizade com a nova administração cruel e autoritária e um governo assassino que fazia parte da pior espécie humana. Destroçaram o povo cambojano com a justificativa que era preciso nascer um homem novo.
Ao passar por vários vilarejos e aldeias na Indochina,
percebi a pobreza extrema. Tenho a sensação que muitas pessoas sequer têm um pão para comer, mesmo que seja com uma parte roída pelos ratos. É uma situação desoladora.”

(página 101)

 

A LUTA DAS MULHERES

“Mulheres na luta”, de autoria de Marta Breen e Jenny Jordahl, traz um amplo levantamento sobre as batalhas históricas das mulheres, pelo direito à educação, pela participação na política, pelo uso de contraceptivos, por igualdade no mercado de trabalho, além de outros aspectos. O livro mostra o que já ocorreu de avanço na luta feminista e ainda o que mais é preciso conquistar. 

 

HÁBITO DA LEITURA

”A arte de criar leitores: reflexões e dicas para uma mediação eficaz” (Editora Senac, 280 páginas, R$ 50,00), escrito pela jornalista, roteirista e escritora Goimar Dantas, traz ideias para o desenvolvimento do hábito da leitura nas crianças, em um mundo repleto de novas tecnologias. Em seus dez capítulos, o livro desvenda a influência dos contadores de histórias, os diversos tipos de mediadores (familiares, educadores, bibliotecários), entre outros assuntos.

 

Leituras:

“Convencidos de que o município, o Estado, quiçá o país todo, estavam em revolução, Abílio e Lavinha recolheram as cadeiras, fecharam a porta da rua e não apenas à chave, mas improvisaram uma tranca de cabo de vassoura, reforçaram também as aberturas dos fundos e foram aguardar na cama o desenrolar dos acontecimentos, de olhos acesos e ouvido fino paa os rumores de fora. Para Abílio, revolução era uma cousa que os outros faziam e com a qual ele nada tinha a ver. Revolução era para os homens que se apaixonavam, que se agitavam como o coronel Quinta e o coronel Palma, no tempo dos libertadores de 23, que não temiam compromissos nem riscos de vida.”

(Cyro Martins, em “Estrada nova”, página 152, lançado em 1975).

 

Rodapé:

Chegando às livrarias “Clara Nunes, guerreira da utopia,” escrito após quatro anos de pesquisa pelo jornalista Vagner Fernandes. A obra retrata a vida e a trajetória de uma das mais importantes estrelas da canção popular do Brasil e reúne depoimentos de grandes nomes da música brasileira, como Chico Buarque, Alcione e Beth Carvalho. É considerada a mais importnte biografia da cantora mineira.

 

Destaques:

QUERIDO JOHN

Autor: Nicholas Sparks 

Esta obra do mega escritor Nicholas Sparks conta a história de amor entre John Tyree e Savannah Lynn Curtis. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah, que promete esperá-lo concluir seus deveres militares. Mas os atentados de 11 de setembro acabariam mudando por completo a vida dos dois. Traduzidos para mais de 50 países, os livros de Nicholas Sparks já venderam cerca de 100 milhões de exemplares no mundo.

Editora Arqueiro. 283 páginas. R$ 27,90.


VIRA-LATA DE RAÇA

Autor: Ney Matogrosso 

A obra faz uma viagem à vida e trajetória de mais de quatro décadas de carreira do artista mais enigmático da música brasileira. Ney Matogrosso vai desde lembranças de quando despontou no cenário nacional, em meio a toda efervescência político-sociocultural dos anos 70, até a liberdade para lidar com sua sexualidade e seus amores. O nome do livro, que apresenta 70 fotos históricas de diferentes épocas, além de um anexo com toda a discografia do artista, foi tirado do nome da música de Rita Lee e Beto Lee, e gravada por Ney.

Editora Tordesilhas. 288 páginas. R$ 44,90.  


(Com a colaboração de Viveiro Cultural)

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

Postagens mais recentes de Blog dos Livros

mais postagens de Blog dos Livros

JP no Facebook