Grupo Vieira da Cunha

Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 16 / Max 28 +mais
01/02/2019 - 10h32

A guerra de um menino

Em primeiro de setembro de 1939, a Alemanha invade a Polônia. É o início da Segunda Guerra Mundial. Em poucos dias, Varsóvia se rende aos alemães, soldados poloneses depõem suas armas e a cidade vira um amontoado de escombros.

Julian Kulski é um menino polonês de apenas 10 anos de idade. Filho do vice-prefeito de Varsóvia, escoteiro ousado e entusiástico, ele tem a firme convicção de que deverá lutar contra o invasor. “A cor da coragem” (Editora Valentina, 410 páginas, R$ 59,90) é o diário de Julian Kulski, a história de seu amadurecimento durante os cinco anos de ocupação alemã. Diferentemente do diário de Anne Frank, narrado a partir da sua clausura no esconderijo de um prédio em Amsterdã, o de Julian se passa nas ruas de Varsóvia, no front e no combate cara a cara com o inimigo.

No começo, a guerra particular de Julian se resume à prática de pequenos atos de sabotagem: arranca cartazes de propaganda nazista, inverte ou mesmo some com placas de trânsito e dá informação errada sobre ruas e caminhos da cidade só para fazer o inimigo perder tempo e gastar gasolina à toa. Aos 12 anos, desejando pegar uma arma e lutar, Julian é recrutado para a Resistência, o Exército da Pátria, por seu mestre de escotismo. Terrivelmente doente, desnutrido e sem saber do paradeiro da família, aos 16 anos e com o final da guerra, ele começa a sofrer de transtorno do estresse pós-traumático. Revivendo mentalmente as batalhas e padecendo com constantes pesadelos de morte e devastação, ele começa a narrar suas memórias de guerra.

Publicidade




Lech Valesa, presidente da Polônia entre 1990 e 1995 e prêmio Nobel da Paz em 1983, faz a apresentação do livro. Ele diz que “este diário, escrito com o coração e pela mão de um adolescente, nos proporciona uma visão única e comovente da Segunda Guerra Mundial. Ao descrever suas experiências durante a guerra, inacreditáveis do ponto de vista de um adolescente de hoje, esse jovem polonês demonstra incríveis emoções –medo, mas também orgulho, determinação e força de caráter. Uma magnífica lição de humanidade e patriotismo.”

Repleto de fotografias impressionantes da época, “A cor da coragem” foi selecionado nos Estados Unidos para o History Book Club e para o Military Book Club e apresenta, no final, uma lista com sugestões de temas a serem discutidos sobre a obra.

Encerrado o conflito, o autor estudou Arquitetura e escreveu vários livros e produziu um premiado documentário sobre a Segunda Guerra Mundial, tendo recebido inúmeras condecorações pelos seus atos de heroísmo.

 

Trecho:

“A guerra é um horror inconcebível, mas também está cheia de feitos heroicos. Tentei apagar os pesadelos e as más lembranças, inspirando-me nos grandes sacrifícios que presenciei, atos de amor raramente encontrados em tempos de paz. Com o tempo, as minhas experiências da época da guerra fortaleceram a minha determinação de apreciar a beleza e a importância da vida, e decidi levar uma vida e uma carreira criativas, e não destrutivas. Levei o legado inspirador da minha juventude para a América, onde desfrutei de oportunidades únicas e me tornei um bem-sucedido arquiteto. Em nenhum outro lugar do mundo, eu teria sido capaz de desenvolver plenamente o meu potencial.”

(página 376)

 

VALE A PENA

De um jeito simples e com ilustrações cheias de carisma, “Apesar de você” Companhia das Letrinhas, 64 páginas, R$ 44,90), de autoria do escritor e ilustrador colombiano Dipacho, mostra que toda boa história de amor vale a pena. No livro, ele fala que nenhuma história de amor acontece sem dificuldade mas é justamente quando se passa por obstáculos é que o sentimento se fortalece.

 

CARTAS AOS AMIGOS

”Cartas de Manú” (Soul Editora, 32 páginas, R$ 25,00) é uma homenagem da mestre em Literatura Mônia Palacios a sua neta, Manú. É uma criança criativa, curiosa e detalhista que escreve diversas cartas para amigos, como Saci, coelho da Páscoa, Pinóquio, papai noel e outros, contando segredos, experiências, desabafos e expectativas de meninas entre quatro a oito anos.

 

Leituras:

“Seixas fumava em silêncio. Olhou para o amigo com o rabo nos olhos.
-Me diga uma coisa. Você vai mesmo salvar a
humanidade?
-É curioso como eu penso agora nestas coisas.
Antigamente só pensava em mim mesmo. Vivia como cego. Foi Olívia quem me fez enxergar claro. Ela me fez ver que a felicidade não é o sucesso, o conforto. Uma simples frase me deixou pensando: Considerai os lírios do campo. Eles não fiam nem tecem e no entanto nem Salomão em toda a sua glória se cobriu como um deles.”

(Érico Veríssimo, em “Olhai os lírios do campo”, página 281, lançado em 1938).

 

Rodapé:

Em 2018, oito anos depois da morte de José Saramago, foram encontrados diversos escritos inéditos do grande escritor português que recebeu o Prêmio Nobel de Literatura. Tais escritos foram reunidos no livro “O Último caderno de Lanzarote” (Companhia das Letras, 488 páginas, R$ 99,90), em que, na forma de diário, o escritor fala sobre o seu cotidiano de maneira informal, comentando, inclusive, sobre o recebimento do mais prestigioso prêmio do mundo literário.

 

Destaques:

PAIXÃO IRRESISTÍVEL

Autora: Christina Lauren

Conta a história de Bennett e sua despedida de solteiro com os amigos, na última aventura antes do casamento, tendo por local Las Vegas. Christina Lauren é o pseudônimo utilizado pelas escritoras Christina Hobbs e Lauren Billings, famosas pelo livro “Cretino irresistível.” O livro entrou nas listas de best-sellers do USA Today e do The New York Times e também alcançou as listas de mais vendidos do Brasil.

Editora Universo dos Livros. 108 páginas. R$ 24,00.


COMO SER SAUDÁVEL SEM SER UM CHATO

Autores: David J. Clayton e Laura Vanderkam

O livro pretende ser uma conversa direta com o médico que ensina a minimizar os danos provocados por hábitos que não se deve ter e ainda assim se tem. Os autores querem mostrar que existem inúmeras formas de enfrentar os maus hábitos de maneira mais saudável e que a melhor forma de evitar problemas de saúde e manter as despesas médicas em um patamar razoável é fazer algumas escolhas inteligentes.

Editora Alegro. 188 páginas. R$ 39,90.        


(Com a colaboração de Viveiro Cultural)

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

Postagens mais recentes de Blog dos Livros

mais postagens de Blog dos Livros

JP no Facebook