Grupo Vieira da Cunha

Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 16 / Max 28 +mais
25/01/2019 - 09h13

Mães culpadas

Como diz na contracapa, este livro foi escrito para as mulheres que se dedicam de corpo e alma à tarefa da maternidade mas sempre acham que estão fazendo alguma coisa errada. Para aquelas que amam seus filhos incondicionalmente, mas sentem culpa toda vez que não conseguem corresponder às próprias expectativas. Para aquelas que sempre imaginam que as outras mães são melhores. Em suma, o livro tem como alvo todas as mães do mundo.

Escrito pela psicóloga Elizabeth Monteiro, “A culpa é da mãe” (Summus Editorial, 280 páginas, R$ 39,90) relata experiências na difícil tarefa de criar filhos. Com histórias emocionantes e muitas vezes cômicas, especialmente pelo fato de ter criado quatro filhos, a autora mostra a dor e a delícia da maternidade e tenta ajudar outras mães a perceber que a perfeição não existe quando se trata de cuidar de crianças.

O livro é a um tempo leve e gostoso, sério e importante, e extremamente útil, diz a escritora Lya Luft, que faz a apresentação da obra. É, acrescenta ela, leitura para pais, filhos, mães, filhas e qualquer pessoa que se interesse pelos relacionamentos humanos: dentro deles os familiares, e dentro desses, ainda, os complexos, tantas vezes ternos e tantas vezes ásperos confrontamentos entre mães e filhos.

Publicidade




Com tópicos como criança tratada como adulto, bom humor, limites, emoções, violências, horários e tantos outros aspectos, o livro traz reflexões e confissões acerca da maternidade, com objetividade e até bom humor. É indicado para as mães estressadas, culpadas, inseguras, impacientes e, acima de tudo, cansadas.... muito cansadas, brinca a autora.

Elizabeth Monteiro nasceu em 1949 e iniciou sua carreira lecionando para crianças do ensino fundamental. Pedagoga, especializou-se em Psicopedagogia, tendo em seguida se formado psicóloga. Ao mesmo tempo que estudava e trabalhava, cuidava da família. Casada há quarenta anos com seu primeiro namorado, tem quatro filhos e quatro netos. Atriz e modelo nas horas vagas, trabalha em seu consultório particular, na cidade de São Paulo, atendendo crianças, adolescentes e adultos. É autora de “Criando filhos em tempos difíceis” e de “Criando adolescentes em tempos difíceis.”

 

Trecho:
“Recebo em meu consultório centenas de mães culpadas, perdidas e sofridas. Elas buscam uma receita milagrosa para criar os filhos e contam-me seus dilemas. Mães que não têm coragem de se deixar dirigir pelos próprios valores, que não confiam em si e desistiram de lutar. Muitas vezes vejo-me em cada uma delas. Recordo-me da infância dos meus filhos e das muitas bobagens e erros que cometi simplesmente por não saber, por estar cansada, cheia, impaciente e por ter sido uma mãe jovem e inexperiente.”

(página 11)

 

ARRUMAÇÃO

Depois de ficar um tempo afastada das listas dos mais vendidos, Maria Kondo está de volta entre os mais comercializados com seu livro “A mágica da arrumação,” da Editora Sextante. Isto porque a Netflix colocou no ar a série “Ordem em casa”, protagonizada por Kondo, o que deu impulso ao livro.

 

MORTE VOLUNTÁRIA

Em “História do Suicídio” (Editora Unesp, 426 páginas, R$ 74,00), o historiador George Minois faz um amplo apanhado sobre o ato da morte voluntária ao longo da história humana. Segundo o autor, a questão nunca deixou de ser relevante, ainda que receba a reprovação social e religiosa. No livro, dividido em 11 capítulos, Minois conduz o leitor a um mergulho no assunto desde a Idade Média, buscando encontrar as raízes para entender esta atitude do ser humano.

 

Leituras:

“Meus poemas são minhas confidências. Às vezes minha ficção.
Escrevo porque a vida não basta, porque as palavras
me fascinam. Escrevo para viver através das palavras.”

(Cachoeirense Tiago Vargas, em “Todos os silêncios do mundo”, página 12, lançado em 2015).

 

Rodapé:

Conhecida como a “dama do crime”, Agatha Christie é apontada pelo Guinness Word Records como a escritora com mais livros vendidos no mundo, somando mais de quatro bilhões de cópias. A criadora do famoso detetive Hercule Poirot agora recebeu uma biografia da também escritora Janet Morgan, em que traz detalhes dos bastidores da intensa vida pessoal da autora de romances policiais. É “Agatha Christie: uma biografia” (Editora BestSeller, 476 páginas, R$ 59,90), uma obra essencial para quem deseja conhecer melhor a “dama do crime.”

 

Destaques:

O MENINO MALUQUINHO

Autor: Ziraldo 

Com mais de cem edições e cerca de três milhões de exemplares, este livro tornou-se um ícone da literatura infantil brasileira. Ziraldo nasceu em Caratinga, Minas Gerais, em 1932. Começou sua carreira nos anos 1950 em revistas e jornais, como Jornal do Brasil, O Cruzeiro e Folha de Minas. Autor de livros infantis, ilustrador e cartunista, tem suas obras traduzidas para diversos idiomas, entre eles inglês, espanhol, alemão, francês e italiano.

Editora Melhoramentos. 110 páginas. R$ 51,00.


VERANICO – O GRANDE ENTREVERO
 

Autor: Diogo Osório 

O livro faz parte da série Mato Encantado e seus Habitantes, destinado ao público infanto-juvenil, com fábulas da cultura gaúcha. Natural de Pelotas, nascido em 1976, o autor começou a escrever pequenos contos e crônicas aos 22 anos, enquanto estudava jornalismo. Aos 30 anos, passou a se dedicar à literatura infanto-juvenil e começou a pesquisa para os livros desta série. Criado entre a zona urbana e a zona rural, no 2º. Distrito de Piratini, os relatos e o convívio com personagens daquela região possibilitaram a criação da série.

Editora Edibook. 72 páginas. R$ 38,00.                    


(Com a colaboração de Viveiro Cultural)

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

Postagens mais recentes de Blog dos Livros

mais postagens de Blog dos Livros

JP no Facebook