Grupo Vieira da Cunha

Encoberto

Tempo hoje

Min 18 / Max 27 +mais
Blog dos Bichos

Blogs

Blog dos Bichos

Cristiane Vieira da Cunha
cristiane@jornaldopovo.com.br
07/05/2019 - 10h02

Compulsão alimentar canina: comida demais faz mal

 

Como bons tutores e papais que somos, sempre estamos preocupados com a alimentação dos nossos bichinhos. Quando comem pouco, acionamos já o veterinário, procurando tratamentos para melhorar a saúde dos nossos pets.

É importante que a mesma atenção seja dada quando os animais estiverem comendo demais. A compulsão alimentar canina pode ter consequências graves, além da obesidade. Muitos cachorros têm o costume de comer qualquer coisa e o quanto for colocado para eles. Por isso, é função do tutor limitar a alimentação dos bichinhos para evitar o excesso de comer. Porém, assim como nós, os cães também podem sofrer de problemas emocionais que os levem até a compulsão alimentar.

Entre as principais causas está o estresse, carência afetiva, solidão e até mudanças hormonais.

Publicidade




Como saber meu pet está com compulsão alimentar canina?

O cachorro pode apresentar comportamento diferente e inquieto quando está compulsivo por comida. Isso quer dizer que o seu cãozinho terá dificuldade de encontrar uma posição confortável. Alguns podem apresentar até mesmo comportamento agressivo enquanto come, não deixando que ninguém chegue perto enquanto está se alimentando.

Alguns outros sintomas pode ser o estômago alto, que dependendo da raça, pode passar despercebido por conta dos pelos. A gravidade é variada, mas o quadro pode evoluir para uma torção gástrica, necessitando de cuidados veterinários imediatamente.

Quanto de ração devo dar? A quantidade de ração ideal vai variar de acordo com a idade, tamanho e peso do seu pet. O recomendado é que seja seguido as instruções de quantidade que vem na embalagem da própria ração.


Atenção!

Deve-se lembrar que os cachorros não são como a gente, por isso, não fique com pena. Dê apenas o necessário para que sua saúde seja mantida. É permitido dividir a quantidade de comida para ser oferecida durante o dia, geralmente, duas. O que também evita que eles fiquem muito tempo sem comer.

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook