Grupo Vieira da Cunha
Ensolarado

Tempo hoje

Min 15 / Max 29 +mais
Edição Impressa
Notícias > Polícia > Justiça 14/07/2017 - 16h56 por ROBSON NEVES

Tentativa de execução leva dupla a júri segunda-feira

Crime ocorreu em novembro de 2015, na Praça José Bonifácio

Dois acusados de tentativa de homicídio sentam no banco dos réus para enfrentar o júri popular na segunda-feira, às 9h, no Fórum de Cachoeira do Sul.

Elizandro de Leão Porto, o Preto, 21 anos, e Alan Patrique Nunes Paz, 26, são acusados de tentar executar Carlos Eduardo Escobar de Oliveira, o Dudu, alvo de disparos em novembro de 2015, quando estava na Praça José Bonifácio. Dois jovens estavam no local foram atingidos por engano, sem gravidade.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, os réus e três comparsas foram até a Praça Bonifácio, onde atiraram em Dudu.

Mesmo após ser baleado, Dudu conseguiu fugir dos rivais e seguia pela Rua 7 de Setembro quando sofreu um novo atentado, na esquina com a Rua General Portinho. Ele foi agredido com golpes de capacete e levou outro tiro.

Ao prestar depoimento para a Justiça, Alan Patrique negou qualquer envolvimento no crime. Ele relatou que saiu de casa em seu carro para comprar remédio para a sua companheira e acabou preso no Beco dos Trilhos.

Já Preto afirma que foi sozinho até a casa de Dudu e desferiu alguns disparos para cima, visando apenas assustar a vítima "pra ele me largar de mão, pra ele não vir mais". Na sequência, ele viu Dudu na Bonifácio e desferiu “uns tiros pra cima e uns pra baixo, pra ele me largar de mão". A rixa seria por ele ter sido ferido com uma facada por Dudu.
 

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

JP no Facebook