Grupo Vieira da Cunha
Ensolarado

Tempo hoje

Min 14 / Max 25 +mais
Edição Impressa
Notícias > Geral > POÇO FOI A SALVAÇÃO 11/01/2017 - 17h30 por Patrícia Loss

Comunidades rurais ficaram quatro dias sem água

Falha em aparelho da Corsan deixou cerca de 500 famílias sem o serviço

Marcelinho: um dos que ficou sem o serviço prestado pela Corsan Marcelinho: um dos que ficou sem o serviço prestado pela Corsan 

Uma pane no painel de controle do reservatório de água da Corsan localizado na estrada de acesso à comunidade rural de Passo do Moura deixou sem abastecimento por quatro dias em torno de 500 famílias.

Além de moradores do Passo do Moura, a falta d´ água atingiu os que residem em Rincão dos Kiefer, Rincão dos Menezes, Água Morna, Rincão das Guajuvira e Capão da Cruz. As torneiras amanheceram secas na manhã de sábado e o abastecimento só foi retomado na madrugada de ontem.

Morador de Capão da Cruz, O vereador progressista Marcelinho da Empresa foi um dos afetados com a falta d´água. Ele mora com a esposa e seus dois filhos em casa ao lado da que residem seus pais, à beira da BR 153. Só na família do vereador foram seis consumidores sem água.

“Tivemos de comprar água mineral para beber. Para lavar louça e tomar banho buscamos água de balde no poço artesiano de um vizinho”, relata o vereador.

Ele não chegou acionar a Corsan como vereador. “Telefonei para a Corsan em busca de providência na condição de cidadão. Não cheguei a me identificar”, observa.

A gerente interina da unidade da Corsan de Cachoeira do Sul, Luciane Roznieski, ressalta que o problema no painel de controle fez zerar a quantidade de água do reservatório, que é mantido sempre cheio. “Por isto o abastecimento foi retomado com baixa vazão”, acrescenta.

Conforme ela, o painel de controle sofreu falha eletromecânica e o conserto foi prejudicado pelas chuvaradas, tendo sido concluído somente na tarde desta terça-feira.

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (1)

  • Vilnei Garcia Herbstrith
    Vilnei Garcia Herbstrith (Porto Alegre) em 12/01/17 10:32
    CASO DE JUSTIÇA

    Recomendo que entrem na Justiça buscando reparação por danos e prejuízos e que pleiteiem o não pagamento da conta do mês.

JP no Facebook