Grupo Vieira da Cunha
Trovoadas

Tempo hoje

Min 24 / Max 32 +mais
Edição Impressa

Cidade no Fórum do Leitor

Luis Fernando Pereira Peres (Canoas)
comentou sobre "José Otávio confirma R$ 4,9 milhões para Cachoeira".
Mimimi

Ainda ta nesse mimimi de golpe. Aceita que doi menos.

Comente esta notícia
Hélio Deporte Neto (Canoas)
comentou sobre "José Otávio confirma R$ 4,9 milhões para Cachoeira".
Corrupto e golpista

E o processo na Lavajato?
Ah, esqueci, esse é um dos que apoiou o golpe. Tudo virou sigiloso, logo ninguém mais lembra e será arquivado, igual o escândalo do Detran.

Comente esta notícia Expandir
Luis Angelito Miguel
Luis Angelito Miguel (Cachoeira do Sul)
comentou sobre "Prefeitura vai fiscalizar as calçadas".
Calçadas

Antes de cobrar do contribuinte, a prefeitura deveria fazer a lição de casa, fazendo a calçada em toda a extensão do Estádio Joaquim Vidal, na Rua General Osório.

Comente esta notícia Expandir
Aroni Fagundes (Cachoeira do Sul)
comentou sobre "José Otávio confirma R$ 4,9 milhões para Cachoeira".
Apertaram o cinto!

A Portaria Interministerial n° 424, altera regras sobre adiantamento das transferências voluntárias da União no início de cada convênio ou contrato, o que irá impedir que verbas fiquem paradas nas contas de estados e municípios e assim aumentar a disponibilidade de recursos. A norma estabelece que o repasse antes do início das obras cai de 50% para 20% e o adiantamento só será feito após a homologação da licitação..
A portaria determina também a devolução de recursos quando não houver início da execução em até 180 dias após a liberação do montante ou pelo mesmo prazo quando houver a paralisação da execução do objeto pactuado.
Está prevista ainda a prestação de contas financeiras que será realizada desde a liberação da primeira parcela até o último pagamento de despesas dos instrumentos de transferências voluntárias.

Comente esta notícia Expandir
Edson Bonine
Edson Bonine
comentou sobre "Prefeitura vai fiscalizar as calçadas".
O bom debate

A atualização do Plano Diretor da cidade é fundamental. Infelizmente nos últimos anos não avançou o debate. Na sua elaboração durante a década de setenta, talvez devido a especulação imobiliária, os investimentos na cidade foram feitos na zona leste. Um terrível equívoco, pois a lógica era que a cidade iria crescer na zona oeste e norte, o que se confirmou, ou seja, estamos quatro décadas atrasados. O anel viário, fundamental para liberar o trânsito na Marcelo Gama, e permitir que o fluxo de moradores dos bairros Noêmia e arredores não precisem atravessar a cidade, para acessar a rotula de acesso ao centro, deve estar no centro do debate.
Isto tudo deve estar interligado: A inauguração do campus da UFSM (se o golpista Temeroso assim o permitir), a licitação do transporte público priorizando linhas circulares, rompendo a lógica de linhas longitudinais, de baixo IPK, caras e deficitárias.

Comente esta notícia Expandir
Acesse o Fórum do Leitor

Colunistas

Chulipa Möller

Chulipa Möller

Às obras
Scopel de Morais

Scopel de Morais

A coisa está feia...