Grupo Vieira da Cunha
Chuvoso

Tempo hoje

Min 15 / Max 19 +mais
Edição Impressa
09/01/2017 - 10h30

Redação oficial

Em seu livro Manual de Redação Oficial, Paulo Ledur, além de conceituar redação oficial, apresentar seus constituintes, detalhar suas características e qualidades, mostra os principais vícios e chavões encontrados e alerta para o adequado uso da língua nos meios eletrônicos. Nesta e nas próximas postagens, abordaremos alguns aspectos interessantes a respeito do assunto, apontando como base o Manual e nossa experiência.

Mesmo com as mudanças que se operaram ao longo dos tempos, continuamos copiando fórmulas que, em um determinado momento, eram sinônimos de um bom ofício, por exemplo. Essas formas rebuscadas, repetidas, não fazem sentido em um mundo em que a objetividade, a rapidez e a racionalização dos processos de administração são urgentes. Observemos algumas formas de abertura do ofício:

1. Vimos por meio deste solicitar.
Comentário: É óbvio que o destinatário sabe que é, através da correspondência que recebe, que o emissor solicita algo. Portanto, é indicado iniciar com Solicitamos ... eliminando a lenga-lenga inicial.

2. Este tem por finalidade solicitar ...
Comentário: É óbvio também. Vale o comentário 1.

3. Tenho a honra de convidar ...
Comentário: Sem confetes. Além do comentário anterior, acrescentamos o não cumprimento ao princípio da impessoalidade, pois a redação oficial não se presta à manifestação de sentimentos pessoais. O melhor é iniciar com Convidamos... Simples assim.

  • amigo

É preciso estar logado para deixar o seu comentário. Clique aqui para fazer seu login.

Comentários (0)

  • Nenhum comentário para o conteúdo.

Postagens mais recentes de Blog do Português

mais postagens de Blog do Português

JP no Facebook